Desembargador declara suspeição e não será relator no caso da urna 7 do Vasco

O desembargador Luiz Zveiter declarou suspeição e não será o relator no processo de mandado de segurança pedido pelo Vasco para que o processo eleitoral seja suspenso e que os atuais mandatos sejam prorrogados até que o caso da urna 7 seja resolvido.

Zveiter havia sido sorteado na tarde desta segunda-feira para ser o relator do processo que definirá o futuro do Cruz-Maltino. No início da noite, “por motivo íntimo para processar e julgar o presente feito” declarou suspeição.

O presidente Eurico Miranda e Luiz Zveiter se conhecem, e a relação preocupava o candidato Julio Brant. A chapa de oposição, “Sempre Vasco Livre”, inclusive, estudava entrar com um pedido para tentar trocar o relator do caso. No ano passado, em meio à apuração de irregularidade da urna 7, o atual mandatário procurou Zveiter para tentar reverter a decisão que impugnou os votos.