Covid-19: Paciente idosa oriunda de Natal da entrada na UTI do Hospital Regional em Caicó

Paciente com Covid-19 de Natal transferida para Caicó – (FOTO: Sidney Silva)

Deu entrada no Hospital Regional do Seridó, na tarde desta terça-feira (23), uma idosa de 78 anos, que chegou de Natal, com Covid-19 para ser internada em leito de UTI.

Ela foi transferida de avião até o aeródromo Ruy Mariz e de lá, seguiu em viatura do Samu até o Hospital.

O médico que acompanhou a paciente desde Natal, Eucaná Marinho, disse que “ela está com sintomas iniciais e já precisando de um leito de UTI, mas, seu quadro é estável. A necessidade de transferência para outra unidade hospitalar se deu por causa da falta leito na UPA onde estava“.

O segundo paciente, de 38 anos, que estava previsto para vir na mesma aeronave, não foi transferido por causa do estado de obesidade em que se encontra.


Caicó: Taxa de ocupação dos leitos Covid-19 de UTI no Regional chegou 86,7%

O Boletim Covid-19 do Hospital Regional do Seridó, divulgado na noite desta quinta-feira (07), mostra a taxa de ocupação dos leitos de UTI em 86,7%. Ou seja, dos 30 existentes, apenas 4 estão disponíveis. Já a taxa de ocupação dos leitos clínicos, era de 22,2%.

O mesmo boletim noticiou as altas médicas de dois pacientes de Caicó, que agora, passam a ser acompanhados por equipes da Secretaria de Saúde, em casa.


Sargento Alencar foi transferido para o Hospital Walfredo Gurgel em Natal

Sargento Alencar foi transferido para Natal em ambulância do Samu

Era por volta das 22hs45min da noite desta segunda-feira (28) quando a Unidade Avançada do Samu deixou o Hospital Regional do Seridó, em direção ao Hospital Walfredo Gurgel em Natal, conduzindo o Sargento Alencar Antônio de Costa, que sofreu um AVC Isquêmico, fato ocorrido na noite do último domingo, em Ouro Branco/RN.

Após a realização de exame de tomografia computadorizada, os médicos identificaram leve piora na área aonde ocorreu o AVC, por isso decidiram encaminhá-lo para Natal.

Quando já estava dentro da ambulância, o respirador instalado no veículo apresentou problema e Alencar teve que ser levado às pressas de volta para a UTI do Hospital. Mais tarde, com a resolução do problema, foi possível fazer a transferência.

Uma viatura do 3º Distrito de Polícia Rodoviária Estadual, aonde o policial trabalha, fez acompanhou do translado para facilitar a liberação do trânsito.


Sargento PM Alencar permanece na UTI do Regional em Caicó

Sargento Alencar permanece internado na UTI

O sargento da Polícia Militar, caicoense, Alencar Antônio da Costa, lotado no 3º DPRE, continua internado em um dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional do Seridó em Caicó. Ele sofreu um AVC Isquêmico quando estava trabalhando na noite deste domingo (27), em Ouro Branco.

A previsão é que surja uma vaga na UTI do Hospital da Polícia em Natal e ele seja transferido na manhã desta terça-feira (29).

O major Aderlan Bezerra, comandante do 3º DPRE, disse ao Blog Sidney Silva, que na tarde desta segunda, os médicos tentaram tirar a sedação, mas, tiveram que reverter o quadro.

Também foi informado que não foi registrada qualquer tipo de hemorragia.


Ocupação dos leitos de UTI no Hospital Regional do Seridó chega a 81,82%

Hospital Regional do Seridó tem quase 90% dos leitos den UTI ocupados

De acordo com o site Regula RN, no início da noite desta quinta-feira (04), apenas 4 leitos da Unidade de Terapia Intensiva – UTI do Hospital Regional do Seridó, estavam disponíveis.

A ocupação, era de 81,82%, ou seja, dos 22 leitos críticos disponíveis na unidade, 18 estavam ocupados com pacientes.

O Hospital Regional Telecila Freitas Fontes, em Caicó, é a unidade referência na Região do Seridó, para atendimento de pacientes com suspeita ou confirmados de Covid-19.

A unidade já recebeu pessoas de várias regiões do Estado.


Fila de espera por leitos para tratamento da Covid-19 no RN tem 32 pessoas, diz secretário

Leitos de UTI em Mossoró

A fila de espera por leitos de enfermaria, semi-intensivo ou de UTI no Rio Grande do Norte já conta com 32 pessoas, na manhã desta segunda-feira (11), de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Isso significa dizer que o estado está superlotado, mas não entrou em colapso, segundo o adjunto da pasta, Petrônio Spinelli.

As 32 pessoas na fila de espera passaram por Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) ou hospitais no interior do estado, que são responsáveis por solicitar as internações junto à rede estadual. São nestas unidades que os pacientes passam por uma triagem, que determina o nível de gravidade e consequentemente o grau de prioridade de atendimento.

*Leia a notícia completa no G1/RN, aqui


Saída de leitos de UTI que não são para pacientes Covid-19, de Caicó para Currais Novos, pode ser judicializada

O promotor Vicente Elísio de Oliveira Neto, continua insistindo que a retirada dos leitos de UTI para atendimento de problemas de saúde que não sejam Covid-19, de Caicó para Currais Novos, é um erro. Inclusive, é possível que nas próximas horas, o assunto seja judicializado.

Esta semana, o promotor participou de reunião através de vídeo-conferência com diversas autoridades de saúde da região Seridó e do estado para tratar também, sobre o assunto. A promotora, Kalina Correia Filgueira, coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Saúde no M/RN, também participou e disse que o Plano de Contingência e enfrentamento ao Coronavírus, criado na região, precisava de ajustes.

Os profissionais de saúde que estavam presentes, disseram que não tinha como fazer qualquer mudança no Plano.

Uma possibilidade defendida pelos promotores é que sejam instalados leitos de UTI no Hospital do Seridó. Quando perguntando da possibilidade do empenho da Prefeitura nesse sentido, já que o referido hospital, atualmente é de sua responsabilidade, Batata Araújo, disse que era inviável.


Pacientes de Tenente Laurentino foram encaminhados para Caicó por falta de vaga no Hospital de Currais Novos

Diante da notícia de que os pacientes de Caicó, com problemas de saúde diferentes de Coronavírus, que precisarem de um leito de UTI, terão que ser encaminhados para o Hospital Mariano Coelho, em Currais Novos, o blog checou na tarde deste domingo (12), como está funcionando a Unidade de Terapia Intensiva da referida unidade de saúde.

Uma fonte com livre trânsito no Hospital disse que nos últimos meses, é raro o dia que tem leito vago na UTI. “A demanda é alta. O Hospital atende vários municípios desta região”, disse.

Inclusive, na noite deste domingo, o Hospital Regional de Caicó, recebeu pacientes oriundos de Tenente Laurentino Cruz, cidade que fica na área do Hospital de Currais. Isso teria acontecido por causa da falta de leitos.