Exposição sobre Xico Santeiro será montada no CERES/UFRN em Caicó

A exposição Xico Santeiro – Uma escola de arte popular, será montada no Ceres Caicó, como parte da programação do VII Colóquio de História Cultural e Sensibilidades, que acontecerá de 6 a 10 de novembro.

A sétima edição do Colóquio tem por tema Sertões: Corpo, Educação e Sociedade e vem evidenciar o caráter consolidado do evento que ocorre desde o ano de 2011, com o  objetivo reunir professores, pesquisadores e alunos de graduação e pós-graduação, dedicados aos estudos em História Cultural, além de profissionais e cidadãos com interesses nesta área. Mais informações sobre o evento no site.

Sobre Xico Santeiro

Joaquim Manoel de Oliveira nasceu em 1898, no município de Santo Antônio do Salto da Onça/RN. Começou esculpindo imagens religiosas em madeira para igrejas, capelas e oratórios domésticos, tendo aprendido a profissão com o pai, que também era “imaginário”. Na década de 1940 fixou residência em Natal e começou a criar para colecionadores e turistas, expandindo o repertório para os temas regionais (Lampião e Maria Bonita, retirantes, carro de boi, etc.) e iniciando membros de sua família no ofício da escultura. Assinava suas obras como Xico Santeiro, com “x” mesmo, e foi um dos primeiros artistas populares reconhecidos e valorizados em todo o Brasil e também no exterior, ao lado de nomes como o do ceramista pernambucano Mestre Vitalino.

A exposição será realizada das 8h às 11h30 e das  13h às 17h30. Outras informações pelos telefones (84) 9 9229-6575 e 9 9656-5456 com o professor Abraão Sanderson.