Caso Zaira Cruz: Marcada a audiência de instrução para ouvir testemunhas e o réu

Policial Pedro Inácio é réu no processo da morte de Zaira Cruz e será ouvido na audiência

O processo da morte da jovem currais-novense, Zaira Dantas Silveira Cruz, teve a data da audiência de instrução marcada pelo Juiz Luiz Cândido de Andrade Villaça. Será no dia 28 de maio, em uma das salas de audiências do Fórum Municipal Amaro Cavalcante, na cidade judiciária, zona leste de Caicó.

Na audiência, serão ouvidas cerca de 30 testemunhas arroladas no processo, tanto pela defesa, como pelo Ministério Público.

A audiência de instrução e julgamento criminal é o principal ato de um processo, seja de procedimento ordinário, sumário ou sumaríssimo, uma vez que, é nela, que serão ouvidas as testemunhas, os peritos e, o acusado. Depois, o juiz anuncia se ele vai ser submetido ao júri popular.

O promotor Geraldo Rufino de Araújo Júnior, atua no processo junto com a advogada, Kalina Leila Nunes Mendes Medeiros.

O réu, Pedro Inácio Araújo de Maria, também será ouvido na audiência. Sua defesa é patrocinada pela advogada, Andréa Carla Alves de Oliveira.



Advogada caicoense assume assistência de acusação do Caso Zaira Cruz

Advogada, Kalina Medeiros, vai atuar na assistência da Promotoria

Marcos Dantas destaca em seu Blog que a advogada Kalina Leila Medeiros assumiu a assistência da acusação no Caso Zaira Cruz, morta covardemente pelo policial militar Pedro Inácio, durante o Carnaval deste ano em Caicó. Ela atuará no caso em parceria com o Ministério Público.

Em contato com o Blog do Marcos Dantas, a advogada explicou que nos próximos dias deve ser aprazada audiência de Instrução e Julgamento.

“Continuamos ouvindo pessoas, e restam ainda laudos que serão entregues na próxima semana. Após esses acontecimentos iremos sentar para traçar a linha definitiva da acusação”, explicou a advogada.



21 dias da morte de Zaíra Cruz; Inquérito deve ser concluído nos próximos dias

Neste sábado (23), completaram-se 21 dias da morte de Zaíra Cruz, fato ocorrido no carnaval da cidade de Caicó. A jovem, foi encontrada morta no interior de um carro pertencente ao cabo da Polícia Militar, Pedro Inácio de Maria, inclusive, ele está preso preventivamente apontado pela Polícia Civil como principal suspeito de ter matado a jovem.

Zaíra Cruz foi morta no sábado de carnaval em Caicó e o Cabo da PM, Pedro Inácio está preso

O delegado Leonardo Germano, que preside o inquérito, já disse a imprensa que todas as provas levantadas na investigação apontam para o policial como sendo a pessoal que matou Zaíra. O crime teria sido praticado por asfixia mecânica.

O prazo para a conclusão do inquérito, é de 30 dias, podendo ser prorrogado, caso seja necessário.

Com a conclusão, o delegado elabora um relatório apontando tudo que foi apurado na investigação e quem é o responsável pelo crime. Ou seja, ele indicia alguém e encaminha o inquérito para a Justiça, que será transformado em processo.

O cabo da PM, Pedro Inácio de Maria, segue preso na sede do Comando Geral da Polícia Militar em Caicó, à disposição da Justiça.

Segundo aponta a investigação, o crime teria sido praticado na madrugada do dia 2 de março, sábado de carnaval. A jovem, estava com o acusado e ainda na companhia de outras amigas. De carro eles deixaram as amigas em casa, no Bairro Paraíba. Depois disso, Zaíra foi morta. O policial, Pedro Inácio, teria seguido para a sede do bloco (antiga Labodeguita) aonde estava, em frente a praça Dom José Delgado. Chegando em frente ao prédio, parou carro, mas não saiu. Depois de alguns minutos, entrou com o carro. Quando o dia amanheceu, Pedro Inácio, foi ao carro e disse ter encontrado Zaíra desacordada. Ela já estava morta.



Itep entregou a Polícia Civil laudo com causa da morte de Zaíra Cruz

O Instituto Técnico-Cientifico de Perícia – ITEP, encaminhou para a Polícia Civil de Caicó, nesta quarta-feira (06), o laudo com a causa da morte da jovem curras-novense, Zaíra Cruz, que morreu dentro de um carro na sede de um bloco durante o carnaval de Caicó.

O delegado municipal, Leonardo Germano, negou que tenha recebido o laudo.

A informação que o Blog recebeu é que o laudo entregue na Delegacia é conclusivo e informa a causa da morte da jovem. Os outros 4 laudos que ainda estão sendo aguardados, são apenas para esclarecer variáveis.



Médico legista pediu exames complementares para atestar causa da morte de currais-novense

Corpo de Zaíra Cruz foi necropsiado e entregue aos familiares

O corpo da curraisnovense, Zaíra Dantas Cruz, de 22 anos, foi necropsiado durante 4 horas na tarde deste sábado (02), e entregue aos familiares para ser sepultado. O médico legista não testou a causa da morte da jovem.

O médico pediu exames complementares que irão ajudar na composição do laude final que será entregue a Polícia Civil. O ITEP tem 10 dias para isso.

O corpo de Zaíra Cruz, foi encontrado dentro de um carro KIA Cerato, ano 2011, de cor prata e placas NNX2244/RN, na sede de um bloco carnavalesco em Caicó, (antiga Labodeguita).

Ainda pela manhã, os membros do blocos foram todos levados para a Delegacia de Polícia Civil para prestar depoimento.

Os peritos do ITEP, encontraram no local do fato, o corpo deitado no banco da frente do carro, ao lado do motorista. Foram recolhidos materiais diversos dentro e fora do veículo. Alguns dos vidros das portas estavam abertos. O estado do corpo era de rigidez cadavérica.

A jovem, Zaíra Cruz, cursava engenharia química na Ufersa em Mossoró.