Trabalho da Polícia Civil contribuiu para condenação do acusado pela morte do cinegrafista Lacerda

Nesta terça-feira (13), aconteceu em Mossoró o julgamento de Silas Domingo de Oliveira. Ele foi condenado a uma pena de 20 anos de reclusão, por ter matado o cinegrafista da TCM, José Lacerda da Silva, no dia 16 de fevereiro de 2014 em Mossoró. As investigações do crime que elucidaram a autoria do assassinato foram feitas pela equipe da Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom).

Este trabalho desenvolvido pelos policiais civis da Dehom de Mossoró foi primoroso, ao revelar que a autoria deste crime bárbaro que tirou a vida de um excelente profissional e pai de família. A condenação de Silas Domingo é uma prova de todo o trabalho e dedicação de nossa equipe”, afirmou o delegado geral da Polícia Civil, José Claiton Pinho de Souza.