Acidentes com mutilação e exposição a material biológico são os de maior incidência no RN

Situação de acidente e exposição à materais biológicos foram tratados no evento
Situação de acidente e exposição à materais biológicos foram tratados no evento

Acidentes graves e com mutilação e os acidentes com exposição a material biológico são as maiores ocorrências entre os acidentes de trabalho no Rio Grande do Norte. A informação é do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST RN), da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), que junto com outros parceiros, está à frente, no RN, do Movimento Abril Verde, de âmbito internacional e aberto oficialmente nesta quarta-feira (13).

O Abril Verde conta no RN com a união de entidades como o Ministério Público do Trabalho (MPT/rn), CERESTs, IFRN, secretarias municipais e estadual de Saúde, Fórum Estadual de Proteção do Meio Ambiente do Trabalho (Fepmat)  e sindicatos, com destaque aos que representam vigilantes, como o Sindsegur e o Sindforte. O lançamento da campanha se deu na abertura da reunião do Conselho Estadual de Saúde. A mesa foi presidida pela procuradora regional do Trabalho Ileana Neiva, que encabeça a campanha pelo MPT/RN.

Em 2014, ano da Copa do Mundo, o RN registrou 7.306 acidentes de trabalho segundo dados da Previdência Social. Significa mais de 20 por dia, dos quais 16 resultaram em afastamentos do trabalho. No Brasil, segundo o último anuário estatístico da Previdência Social (2013), dos 5 milhões de acidentes ocorridos entre 2007 e 2013, 45% resultaram em morte, invalidez permanente ou afastamento temporário do emprego. Com estas ocorrências, o INSS arcou com cerca de R$ 58 bilhões em indenizações.

Daniella Mylena Paiva de Oliveira, subcoordenadora do CEREST estadual. As ações do Abril Verde programadas pela Sesap irão se realizar  em Natal e no interior.