Conselho de Ética suspende sessão antes de votar relatório sobre Cunha

Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha – Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Depois de mais de três horas de discussão, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados suspendeu nesta terça-feira (1º) a sessão antes que fosse votado o relatório preliminar que pede a continuidade do processo disciplinar contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O motivo da suspensão foi o início das votações no plenário principal da Câmara. A expectativa é que o conselho retome o caso depois.

Investigado na Operação Lava Jato, Cunha é alvo de uma representação sob suspeita de ter ocultado contas bancárias na Suíça e de ter mentido sobre a existência delas em depoimento à CPI da Petrobras no ano passado. O presidente da Câmara nega ser dono de contas no exterior, mas admitiu ter o usufruto de ativos geridos por trustes estrangeiros.

Segundo o G1,  a etapa de discussão do parecer já havia sido encerrada e, pelo regimento, o colegiado estava apto a votar o relatório. No entanto, a sessão se arrastou diante das diversas intervenções de aliados de Cunha até o momento em que foram abertas as votações no plenário da Casa, sob o comando do próprio Cunha. Pelo regimento da Câmara, as comissões não podem funcionar enquanto ocorrer a chamada “Ordem do Dia” no plenário principal.