Consignados: Esquecendo o ‘pratasmente’ e pensando no ‘prafrentemente’, normal?

Vieram me contar que alguns caicoenses minimizaram a notícia que divulgamos a cerca do dinheiro dos servidores da Prefeitura de Caicó, descontado dos seus salários e que não foi repassado ao banco. Disseram que essa era uma prática ‘normal’.

Que “em várias prefeituras de cidades brasil à fora, acontece a mesma coisa”. Contaram ainda que acontecia, também, em câmaras municipais, com o INSS, que não era repassado; ‘normal’, teriam dito.

Parece que determinadas pessoas são conhecedoras de um punhado de irregularidades e deveriam ser chamadas pela Polícia e Ministério Público, para prestar esclarecimentos. É preciso que digam como isso acontece, os detalhes, pois, repito, parecem saber demais.

É por isso que o Brasil não vai pra frente. Existem muitos desses sabichões por aí, achando o que é irregular, ‘normal’, esquecendo os ‘pratrasmente’ e dizendo que ‘prafrentemente’ já é outra história, como diria Odorico Paraguaçu.