Documentário “Catavento – tudo ao seu tempo” foi lançado ontem em Caicó

Foi lançado na noite da última quarta-feira (21), no anfiteatro da Universidade Federal do RN, Ceres Caicó, o documentário “Catavento – tudo ao seu tempo”. O evento foi organizado pelas Aldeias Infantis SOS de Caicó e reuniu representantes de instituições parceiras como o Sesc Seridó, Conselho Tutelar, Secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Assistência Social, gestores de escolas municipais, além das famílias, participantes dos centros sociais das aldeias, educadores sociais e militantes da causa da infância. O evento constou de apresentações culturais e a exibição do documentário.

Essa noite nos propiciou uma grande satisfação pelo trabalho realizado e os resultados esperados alcançados. A presença dos parceiros e famílias participantes fidelizam os laços e compromissos assumidos. Com esse evento concluímos um ciclo do Projeto “Lugar de criança é na infância!” executado pela Aldeia Infantil SOS de Caicó, por meio do Programa de Fortalecimento Familiar e Comunitário”, disse Francisco de Assis Santiago Júnior, gestor das Aldeias.

O documentário “Catavento – tudo ao seu tempo” é uma série baseada em oposições, mostrando através de comparações o que é o trabalho infantil e como ele deve ser combatido. Cada episódio traz ao telespectador maneiras de lutar contra esse tipo de exploração, apresentando um tom elucidativo, didático e de engajamento ao tema. A série documental em 7 capítulos que retrata o enfrentamento do trabalho infantil em algumas regiões brasileira. Os episódios são 1 chave de mudança / 2 mão na massa / 3 meninos urbanos / 4 meninas de casa / 5 história de luta / 6 carinho em família / 7 liberdade.

As Aldeias Infantis, em parceria com a Fundação Telefônica/VIVO atuaram de forma sinérgica e eficiente com foco na incidência da Promoção, Defesa e Garantia de direitos de crianças e adolescentes com ênfase na problemática do Trabalho Infantil e na Promoção do Adolescente Trabalhador, através de ações preventivas e de intervenção a mais de 500 crianças e adolescentes diretos e seus irmãos indiretamente, 150 famílias foram contempladas, 25 comunidades/escolas foram atendidas“, finalizou Santiago Júnior.