Ivan Lira é convocado para o TRF 5 é o relator de habeas corpus da Operação Turbulência

O Juiz Federal potiguar Ivan Lira de Carvalho, convocado para o Tribunal Regional Federal da 5ª Região, será o relator do processo que envolve o primeiro pedido de habeas corpus de réu da operação Turbulência, deflagrada no dia 21 de junho e que trouxe denúncia de um suposto esquema de lavagem de dinheiro desdobramento da Lava Jato com movimentação de R$ 600 milhões. Segundo as investigações parte desses recursos teriam sido usados para compra do avião Cessna Citation, que transportava o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, quando veio a falecer no acidente.

Na tarde de hoje, na Segunda Turma do TRF5 será colocado para julgamento o pedido de habeas corpus de Apolo Santana. Além dele, os outros três presos dessa operação já fizeram pedido semelhante e os processos também serão relatados pelo magistrado Ivan Lira.

A Segunda Turma é presidida pelo Desembargador Federal Paulo Roberto de Oliveira Lima e tem como integrante o Juiz Federal convocado Ronivon Santiago, além do Juiz Federal potiguar Ivan Lira.