O ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, rebateu em sua conta no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro, afirmando que não pediu para trocar o ex-diretor da Polícia Federal, em novembro, quando fosse indicado para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal. Tal afirmação foi feito pelo presidente em pronunciamento no final da tarde desta sexta-feira (24), na presença da maioria dos seus ministros. O momento foi escolhido por Bolsonaro para rebater a fala de Moro, feita pela manhã.

O ex-ministro ainda disse que a permanência de Valeixo não foi usada como moeda de troca. Veja:

E Sérgio Moro reafirmou que não houve qualquer pedido de demissão por parte de Maurício Valeixo e que ele (Moro) só soube da exoneração do então diretor da PF, através do Diário Oficial da União. Veja:

Back To Top