Paraíba: PRF intensifica trabalho de recolhimento de animais soltos nas rodovias

PRF na Paraíba continua ações para retirar animais soltos nas rodovias
PRF na Paraíba continua ações para retirar animais soltos nas rodovias

Visando dar mais segurança àqueles que irão pegar as estradas paraibanas no período da Semana Santa, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) intensificou os trabalhos de recolhimento de animais soltos nas rodovias. Do dia 1 de janeiro até ontem (17), foram apreendidos 393 animais nas rodovias federais do estado. Ao longo do ano de 2015 a PRF registrou 150 acidentes envolvendo animais na Paraíba. Estas ocorrências geraram 22 pessoas feridas gravemente e quatro mortes.

Trabalho contínuo – A PRF vem trabalhando incessantemente nesta causa e, em decorrência disso, houve um aumento significativo no recolhimento de animais, passando de 547 em 2014, para 1.862 em 2015. Uma média de 155 animais apreendidos por mês.

Entre os mais encontrados estão os cavalos, os jumentos e os burros. O jumento é o responsável por grande parte dos acidentes automobilísticos, já que se trata de um animal escuro e de reação lenta, que demora a sair da pista. Outros animais de cores escuras também representam um perigo aos motoristas, principalmente no período noturno devido à limitação de visibilidade.

O dono do animal precisa saber que a conduta de soltar o bicho em vias públicas configura crime previsto no art. 31 da Lei de Contravenções Penais. Além disso, o proprietário é responsável por todo e qualquer dano ocasionado pelos animais, sejam danos materiais ou, nos casos mais graves, danos aos ocupantes de veículos, que vão do ferimento à morte. Nestes casos, ele responde na esfera penal, pois, passa a ser crime.