Passados 20 dias da morte de empresário caicoense, assassino segue foragido

Wesllwy Magno segue foragido; Polícia pede apoio da população com informações

Nesta terça-feira (08), completaram-se 20 dias do assassinato do empresário caicoense, George Basílio de Queiroz, de 30 anos. Ele foi morto no interior de sua loja no Bairro Boa Passagem pelo currais-novense, Weslley Magno Silva de Araújo que segue foragido. A Polícia Civil de Caicó, já realizou várias diligências, mas, não conseguiu capturá-lo.

Ao entrar na loja, Weslley estava armado e, inicialmente, abordou a esposa da vítima, depois seguiu para o escritório onde efetuou um tiro que atingiu George na cabeça.

Em entrevista a imprensa, o delegado Leonardo Germano, disse que “Weslley integra o crime organizado, uma facção criminosa e, especificamente, atua no Bairro Walfredo Gurgel, em Caicó, há pelo menos 4 anos. Entre os faccionados, ele conhecido como o “Negão Salvador”. O titular da DP Municipal, disse ainda que o material probatório que compõem o inquérito é contundente no sentido de apontá-lo como o responsável pela morte do empresário.

Um dia após o crime, a Polícia Civil com apoio da Polícia Militar, realizou diligências em uma residência no Bairro Walfredo Gurgel, onde supostamente Weslley estaria escondido. Ele não foi localizado, mas, apreenderam cerca de 4 quilos de maconha, além de grande quantidade de cocaína, crack, material para a produção das drogas, munições de revólver de calibre 38 e de pistola Ponto 40.

Qualquer informação do paradeiro de Weslley Magno, pode ser repassada de forma anônima para a Polícia Civil, pelos números: 181 ou o WhatsApp: (84) 3421-6029.