Polícia Civil prende dupla suspeita de assassinar homem na Avenida Jerônimo Câmara

Alisson Lourenço Henrique
Alisson Lourenço Henrique

Uma equipe de policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu, na tarde desta sexta-feira (01), Allison Lourenço Henrique, 20 anos, e Gilberto Lourenço Henrique, 22 anos, suspeitos pelo crime de homicídio contra Amaury de Souza Gomes, ocorrido no dia 02 do último mês na Avenida Jerônimo Câmara, localizada no bairro de Lagoa Nova. No dia do crime, a vítima estava saindo de seu local de trabalho acompanhada de seu chefe em um carro, seguindo na Avenida Mor Gouveia e dobrando na Avenida Jerônimo Câmara, quando foi surpreendida por dois homens em uma moto, sendo um deles o autor de diversos disparos contra o carro.

Gilberto Lourenço Henrique
Gilberto Lourenço Henrique

De acordo com o delegado da DHPP, Ben-Hur Medeiros, a identificação dos suspeitos foi possível através de imagens de câmeras de segurança que mostravam a dupla realizando o crime, e denúncias anônimas levaram a polícia até os suspeitos. Gilberto foi preso no bairro de Mãe Luíza, Zona Leste da capital, e Allison na Cidade da Esperança, Zona Oeste, ambos detidos pelo cumprimento de mandado de prisão temporária. Gilberto confessou o homicídio, e revelou que foi o autor dos disparos, e que seu irmão Allison, não sabia do crime.

No dia do crime, vi Amaury na mesma empresa em que eu trabalho, e liguei para meu irmão para que ele fosse me pegar naquele local. Ele estava dormindo e não sabia nada acerca do que eu pretendia. Após ele chegar de moto na empresa, vi Amaury saindo de carro com o chefe dele que estava dirigindo o carro. Seguimos os dois e depois que vi o carro dobrando na Jerônimo Câmara, pedi para que meu irmão virasse a moto no sentido da contramão para que eu pudesse ficar frente à dupla, e aí foi quando eu desci e descarreguei toda a munição do revólver no veículo”, confessa Gilberto.

Após o crime, Amaury não resistiu aos disparos e morreu no mesmo dia, enquanto o seu chefe que sofreu disparos na região das costas sobreviveu. Segundo Gilberto, a motivação para o assassinato da vítima teria sido realizada em decorrência de ameaças feitas pela mesma em uma feira a qual eles se conheciam. Allison tem passagem pela polícia pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. A dupla foi presa e encaminhada ao sistema prisional, onde deverá ficar à disposição da Justiça.