Polícia Civil prende assaltantes de banco e descobre plano de resgate em presídio do RN

Camilo Bombado foi preso na zona rural de Alexandria/RN – (FOTOS: Divulgação/PCRN)

Policiais da Divisão Especializada em Investigação e Combate do Crime Organizado – DEICOR, deflagraram na manhã de sábado (17), com apoio da Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande/PB, operação que resultou na prisão de dois foragidos da Justiça, suspeitos de participação no assalto a duas agências bancárias de São Paulo do Potengi/RN, no dia 14 de outubro de 2020.

A ação teve duas frentes, sendo uma na zona rural de Alexandria/RN e outra na cidade de Campina Grande/PB. Na primeira, foi preso Camilo Cassimiro Nunes, conhecido como “Camilo Bombado”, natural de Parnamirim/RN, de 31 anos, com 04 mandados de prisão em aberto e 09 processos na Justiça. Na segunda, foi preso em Campina Grande, o paraibano, Allan Pereira Paes Maciel, conhecido como Allan Capacete, de 25 anos.

As informações divulgadas pelo Deicor, dão conta que Camilo Bombado, estava escondido na zona rural de Alexandria/RN. Ele foi preso na posse de duas pistolas de calibre 9mm, sendo uma com seletor de rajada e numeração raspada, além de dezenas de munições do mesmo calibre. Na hora da abordagem, apresentou um documento falso aos policiais, mas foi reconhecido.

Após a prisão, Camilo Bombado, colaborou com os policiais, indicando uma granja onde estavam enterrados 03 fuzis de calibres 7,62 com 90 munições, cerca de mil munições de calibre 5,56, 13 munições de calibre 12, 142 munições de calibre 9mm, 20kg de explosivos, 6 coletes balísticos (sendo um da PMRN e outro da PCRN), balaclava e roupas utilizadas nas ações criminosas.

Arsenal foi encontrado em poder de Camilo Bombado

Aos policiais, Camilo ainda disse que o material apreendido seria utilizado em uma ação de resgate de alguns presos de alta periculosidade, em um presídio do Estado do Rio Grande do Norte e negou que fosse participar da empreitada.

Já o Allan Capacete, foi preso em João Pessoa/PB. Com ele os policiais encontraram um RG falso e munições de calibre ponto 50.

A DEICOR continua com as investigações para identificar e prender todos os envolvidos nas recentes empreitadas criminosas, em especial aos que estão fazendo parte do plano de resgate.

A Polícia Civil pede para que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 e o Disque DEICOR (84) 3232-2862 ou o ZAP DEICOR (84) 98135-6796.