TST mantém condenação do Bradesco em R$ 1 milhão por assédio moral no RN

A 3ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho decidiu manter condenação do Bradesco por dano moral coletivo, em processo apresentado pelo Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT-RN). Para o colegiado de ministros, ficou provado que o banco adotava uma espécie de gestão por estresse, que gerou adoecimento de diversos empregados, acometidos por síndrome do pânico e depressão.

Ao julgar a ação civil pública movida contra o Bradesco, o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (RN) condenou o banco ao pagamento de danos morais coletivos no valor de R$ 1 milhão. O Bradesco recorreu, então, para o Tribunal Superior do Trabalho.

A ação teve início a partir de notícia publicada em jornal local, em que o Sindicato dos Bancários do RN denunciou as violações. Em audiência no MPT-RN, a representação do sindicato relatou que os bancários tinham que trabalhar mesmo doentes, com medo de serem demitidos. Também destacou casos de LER/DORT, depressão, síndrome do pânico, em razão das cobranças abusivas e jornadas excessivas.


Consignados: Em carta à Prefeitura de Caicó, Bradesco cobra dívida de quase 400 mil reais referente ao mês 02/2020

Carta do Bradesco encaminhada à Prefeitura de Caicó

A gerência do Banco Bradesco em Caicó, enviou no início do mês de abril deste ano, correspondência à Prefeitura comunicando que o repasse das parcelas dos empréstimos consignados dos servidores feitos junto a referida unidade bancária estavam em atraso.

Na mesma correspondência, o banco informou que o ente tinha 10 dias úteis para tomar uma providência e regularizar o problema, pagando a dívida que estava em R$ 382.891,98 (trezentos e oitenta e dois mil, oitocentos e noventa e um reais e noventa e oito centavos), referente ao mês de fevereiro de 2020.

Caso a dívida não fosse quitada, seria feita a suspensão do convênio com relação ao desconto em folha de pagamento dos servidores, sendo que caso ocorra a suspensão, até a regularização da pendência e envio de nova comunicação, o banco passará a efetuar o débito direto em conta corrente ou boleto bancário em nome do servidor.


Servidores recebem cartas do Bradesco informando falta de repasse de consignados pela Prefeitura de Caicó

Servidores da Prefeitura de Caicó, que pediram para não ser identificados, encaminharam ao Blog Sidney Silva, imagens das cartas que receberam nos últimos dias, enviadas pelo Banco Bradesco. A correspondência informa que a Prefeitura de Caicó, não está fazendo o repasse das parcelas dos empréstimos consignados feitos pelos servidores.

Na semana passada, no programa Cidade Alerta da Rádio Rural FM 102,7, foi feita denúncia por parte dos servidores. O assunto também foi tema de discussão na Câmara de Vereadores.

O Secretário de Finanças da Prefeitura, Pedro Jorge, foi procurado pela reportagem do programa, mas, ele disse que não tinha tempo para responder e que quem denunciou, provasse o que estava dizendo.

O Blog Sidney Silva, divulgou o fato…

Vereador denuncia que Prefeitura de Caicó não está pagando consignados dos servidores ao Bradescohttp://sidneysilva.com.br/vereador-denuncia-que-prefeitura-de-caico-nao-esta-pagando-consignados-dos-servidores-ao-bradesco/

Caicó: Secretário pede provas sobre falta de repasse de parcelas de consignados para bancohttp://sidneysilva.com.br/caico-secretario-pede-provas-sobre-falta-de-repasse-de-parcelas-de-consignados-para-banco/

…E mostra a prova que o secretário pediu. Cliquem nas imagens para ampliar:


Mulher que mandou matar o gerente do Bradesco, em Santa Cruz, será julgada nesta segunda (10)

Nesta segunda-feira (10), senta no banco dos réus na cidade de Santa Cruz/RN, Vileda Doerl Neta de Macedo. Ela é acusada da mandar matar, em 2002, o seu companheiro, que a época era gerente do Bradesco da cidade.

O caso sofreu vários adiamentos da sessão de julgamento, na maioria a pedido dos advogados. Segundo a denúncia do Ministério Público, Vileda Doerl teria encomendado o crime à empregada doméstica Elisângela Silva, que chegou a aparecer no programa Linha Direta, da Rede Globo, acusada de participar do caso junto a seu irmão, Adibaldo Pinto da Silva.

O crime aconteceu porque Vileda Doerl, queria receber o prêmio do seguro de vida do marido, de 380 mil reais. Para isso, a mulher contou com a ajuda da empregada doméstica e do irmão dela, que executou o gerente com uma facada no pescoço, enquanto ele dormia. Antes de chamar o assassino, a mulher ainda beijou a face do marido, para ter certeza de que ele estava dormindo.


Bando armado assalta Bradesco em Tenente Laurentino Cruz na madrugada desta quarta; VEJA VÍDEO

Bradesco foi extourado em Tenente Laurentino Cruz

Mais uma investida contra agências bancárias foi registrada no Seridó. Desta vez o fato se deu na cidade de Tenente Laurentino Cruz/RN, por volta das 1hs30min da madrugada desta quarta-feira (29).

De acordo com imagens de uma câmera instalada em um estabelecimento comercial, próximo, vários homens fortemente armados chegaram à cidade em dois carros, sendo PickUp Estradas. Uns se posicionaram de forma estratégica em pontos da rua enquanto outros agiam no banco. Existe a informação não confirmada ainda não confirmada pela Polícia de que uma família teria sido feita refém durante a ação.

Muitos tiros e as explosões foram ouvidos pelos moradores da cidade.

A Polícia da região foi acionada, mas, ninguém foi preso.