Após 3 horas, audiência termina sem acordo entre Prefeitura de Natal e Governo

Audiência de conciliação não teve acordo

Após três horas de duração, a audiência de conciliação  entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Natal sobre os decretos estadual e municipal, mediada pelo Poder Judiciário, terminou sem consenso na tarde desta quarta-feira,10.

Mediada pelo desembargador Dilermando Motta, a conciliação esbarrou no primeiro ponto quanto a unificação do toque de recolher. Álvaro Dias defendeu ser de 21h às 06h, enquanto Fátima Bezerra manteve o que tinha no decreto estadual até o dia 17 das 20h às 06h até o dia 17, sendo reavaliada no dia 16.

“Infelizmente os cidadãos seguirão sem saber como agir e a quem seguir. Seguirá as discussões jurídicas nos tribunais, enquanto enfrentamos esse terrível vírus. Que Deus tenha misericórdia de todos nós”.