Polícia Civil de Caicó instaura inquérito para apurar a morte de “Gabriel Pesadão”

Gabriel Morais foi assassinado em casa

Na tarde desta terça-feira (09), por volta das 13h, foi assassinado na zona oeste de Caicó, o ex-presidiário, Gabriel Morais, também conhecido como “Gabriel Pesadão” e “Gordo Gabriel”, de 26 anos.

As informações repassadas à polícia dão conta que dois homens em uma moto chegaram a casa onde morava Gabriel, entraram e efetuaram disparos de arma de fogo, tirando sua vida ali mesmo, na Rua Leônidas Monteiro, nº 110, no Bairro João XXIII.

Inicialmente, a Polícia Militar foi acionada e realizou diligências na região, mas, não conseguiu prender ninguém. A Polícia Civil e o ITEP, também estiveram no local do crime.

O corpo foi removido e encaminhado para ser necropsiado. As evidências recolhidas no local do assassinato, irão fazer parte do inquérito aberto para investigar o caso.

Histórico

Gabriel Morais, já tinha passagens, tanto no Sistema Penitenciário Estadual, como no Federal.

Sua companheira, Wanne Mayara Fernandes de Araújo, foi assassinada dentro de um salão de beleza de sua propriedade, localizado no Bairro Barra Nova, próximo da Praça do Entroncamento, em abril de 2016.

Na época do crime, Gabriel estava em um Presídio Federal.

Em 2014, o casal foi preso por força de mandado de prisão expedido pela Justiça de Caicó, acusados de crime de receptação. Eles teriam adquirido um pano de ouro roubado na cidade de São Fernando, avaliado em cerca de 50 mil reais. A prisão aconteceu na cidade de Cerro Corá.

Em outra ocasião, Mayara foi presa novamente, quando tentou visitar Gabriel em uma das celas da Delegacia de Polícia Civil de Caicó. A acusação foi de formação de quadrilha.