Apontado como ‘matador’ de facção no Rio Grande do Norte, caicoense é preso em Campina Grande

Matuto foi capturado em Campina Grande

Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos da Polícia Civil de Campina Grande/PB, prenderam nessa quarta-feira (17), o caicoense, Vandeilson Xavier de Araújo, o “Matuto”, de 40 anos, apontado como “matador” de uma facção criminosa no Rio Grande do Norte. Ele responde a cinco processos judiciais.

O mandado de prisão definitiva de Vandeilson Xavier foi expedido pela comarca de Nísia Floresta (RN). Ele foi condenado a 29 anos de reclusão por homicídio. Em uma abordagem policial, no Rio Grande do Norte, “Matuto” havia sido flagrado com uma relação de nomes que seriam mortas pela facção a qual ele pertence. Em outra ocasião, os policiais encontraram uma farda da Polícia Militar com o nome de um cabo da PM, assassinado em São Gonçalo do Amarante.

De acordo com o delegado da DRF, Diego Beltrão, Vandeilson é um homem perigoso e procurado pelas polícias do Rio Grande do Norte.

“Devido à sua periculosidade, esse foragido já passou um período no presídio federal de Mossoró, como forma de punição pelas ações que ele e seu grupo praticaram naquele estado”, disse.

Depois de preso, ele fica à disposição do Poder Judiciário.