WhatsApp ganha opção para enviar fotos e vídeos que só podem ser visualizados uma vez

O WhatsApp oficializou nesta terça-feira (3) um recurso que permite enviar fotos e vídeos que podem ser visualizados apenas uma vez.

A opção será liberada para todos os usuários a partir desta semana. Para recebê-la, é preciso utilizar a versão mais recente do aplicativo.

A ideia do WhatsApp é oferecer mais privacidade para quem deseja compartilhar um arquivo sem deixá-lo acessível para sempre aos seus contatos.

As mensagens com fotos e vídeos de visualização única desaparecem automaticamente depois que o conteúdo é visualizado pelos destinatários. Para o arquivo sumir após ser visualizado, basta tocar sobre o ícone de número “1” antes de enviá-lo.

Os arquivos de visualização única também exibem o ícone junto à mensagem. Na conversa, eles só podem ser visualizados quando o destinatário seleciona as palavras “Foto” ou “Vídeo”.

Para evitar dúvidas sobre o conteúdo da conversa, os termos são substituídos por “Mensagem aberta” após a abertura e o consequente desaparecimento do arquivo.

Segundo o WhatsApp, as fotos e os vídeos de visualização única também são protegidos por criptografia de ponta a ponta, o que impede o acesso por terceiros.


Serviços do Detran podem ser solicitados de forma remota

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) deu mais um passo nesta quarta-feira (21) para colocar mais praticidade no andamento de serviços realizados pela Coordenadoria de Habilitação do Órgão. Agora os usuários e Centros de Formação de Condutores (CFCs) que precisam realizar Prorrogação de Prazo de Processo no Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach), Alteração de Endereço, Correção de Dados no Processo de CNH, e outros que envolvam processo de CNH vão poder solicitar o serviço pelo Whatssap 3232-8030/3232-8039 ou pelo e-mail: renach@detran.rn.gov.br

O coordenador de Registro de Condutores do Detran, Jonas Godeiro, explicou que foi mobilizada um local com servidores que vão atuar recebendo essas demandas via os canais de Whatssap e e-mail dando a sequência no andamento da solicitação no intuito de agilizar com a maior rapidez possível cada um dos serviços demandados. “Nosso objetivo é conceder comodidade ao usuário e CFCs que vão poder fazer a solicitação remotamente e ser atendido por nossa equipe que vai atuar durante todo o horário de funcionamento da unidade do Detran”, comentou.

O plano da Direção do Detran é de implantar esses mesmos procedimentos nas demais coordenadorias do Órgão, sendo a cada semana divulgada uma nova relação de serviços que poderão ser solicitados por canais remotos oficiais do Departamento. “Com essa medida estamos diminuindo o fluxo de pessoas nas unidades do Detran, dando comodidade a quem precisa do serviço e buscando ampliar a celeridade do atendimento”, declarou o diretor do Detran, Jonielson Pereira.

O Detran já se encontra com 18 unidades abertas em sistema presencial compreendendo a capital e diversos municípios distribuídos no estado do Rio Grande do Norte. A localização dos postos de atendimento, os horários de funcionamento e os serviços podem ser conferidos AQUI. O atendimento presencial somente é realizado com agendamento que pode ser feito pelo site do Órgão (www.detran.rn.gov.br). Ainda são oferecidos outros serviços que podem ser realizados ou iniciados diretamente de maneira online, sem a necessidade da presença do usuário nas unidades físicas do Detran.


WhatsApp permitirá enviar fotografias com melhor qualidade

O WhatsApp está aparentemente trabalhando para que as fotografias sejam enviadas em melhor qualidade, com o site WABetaInfo contando que o app permitirá escolher entre três opções. De acordo com a informação disponível por enquanto, o WhatsApp terá as opções “Auto”, “Best quality” e “Data saver” para enviar fotografias.

Enquanto “Best quality” diz respeito à melhor qualidade possível e “Data saver” a uma imagem comprimida, “Auto” alternará entre os dois de acordo com a ligação Wi-Fi que tenha no momento de enviar uma fotografia. A funcionalidade está sendo desenvolvida atualmente, pelo que ainda demorará um pouco mais a chegar aos usuários. Entretanto, já circulam imagens destas três opções no app.


WhatsApp testa função ‘Novo Arquivo’ para esconder conversas

O WhatsApp está testando um recurso que deve permitir ao usuário arquivar conversas de forma permanente, possibilitando que ele “esconda” um chat indesejado dentro do próprio aplicativo. A função “Novo Arquivo” está disponível desde maio para quem usa a versão beta para iPhone (iOS).

Segundo informações do site WABetaInfo, especializado em notícias sobre o WhatsApp, o usuário poderá silenciar os chats arquivados, que não serão desarquivados automaticamente quando uma nova mensagem for recebida. Atualmente, esse é o padrão adotado pelo aplicativo.

Para utilizar o “Novo Arquivo”, basta acessar o menu ajustes, clicar em “Conversas” e ativar a função “Manter chats arquivados”. Quem não quiser utilizar o recurso continuará no sistema antigo, no qual sempre que uma nova mensagem é recebida a conversa arquivada é automaticamente desarquivada.


WhatsApp vai começar a fazer chamadas para fazer verificação de conta

Aplataforma WhatsApp está trabalhando numa nova ferramenta para verificar contas de utilizador: chamadas automáticas. A informação foi divulgada pelo site WABetaInfo, que revelou que a nova funcionalidade está sendo testada apenas em telefones com sistema operacional Android.

Significa isto que os usuários podem optar por receber uma chamada ao invés de um SMS, quando é necessário fazer uma verificação de conta. O usuário receberá uma chamada que durará alguns segundos (não é preciso atender). O WhatsApp irá depois verificar o histórico de chamadas, comparando a chamada efetuada com a última entrada do histórico.

A ferramenta será lançada apenas para Android uma vez que o iOS não permite os aplicativos acessarem ao histórico de chamadas, algo que será necessário ativar para esta funcionalidade. De acordo com o site, os dados acedidos para fazer a comparação das chamadas não serão utilizados para outros fins.


WhatsApp não imporá restrições a quem não aceitar regras de dados

O WhatsApp não imporá mais restrições aos usuários que não aderirem às novas regras de coleta e tratamento de dados que estão em processo de adoção no Brasil e no restante do mundo. As novas práticas da plataforma são questionadas por órgãos como a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e o Ministério Público Federal (MPF).

A nova política foi anunciada no início do ano. Ela envolve o repasse ao Facebook, empresa controladora do WhatsApp, de dados das interações com contas comerciais. A nova política entrou em vigor no dia 15 de maio. Inicialmente, o WhatsApp divulgou restrições e limitações a quem não aceitasse a nova política.

Entre as restrições estavam a impossibilidade de acessar a lista de conversas e a suspensão do envio de mensagens e chamadas para o celular algumas semanas depois, caso o usuário não aceitasse a nova política.

Os órgãos ANPD, Cade e MPF apontaram problemas tanto para a proteção de dados dos usuários quanto para a concorrência do mercado de redes sociais e serviços de mensageria. Pesquisadores e entidades de direitos digitais também se manifestaram questionando a nova política.

Diante dos questionamentos, o WhatsApp se comprometeu a adiar a entrada em vigor das limitações por 90 dias. Agora, abandonou este prazo de três meses e abriu mão de impor tais obrigações.


WhatsApp deve modificar capacidade de transferir conversas

Uma das funcionalidades mais pedidas pelos utilizadores parece estar prestes a chegar ao WhatsApp. De acordo com o site WABetaInfo, a empresa está trabalhando na capacidade de transferir conversas mais rapidamente entre celulares e até sistemas operacionais.

Atualmente, o WhatsApp permite migrar o histórico de conversas entre números mas, com esta novidade, o app facilitará a vida de quem usa dois celulares ou de quem planeja trocar de número de telefone.

Esta funcionalidade será implementada numa futura atualização, mas ainda não há qualquer informação de quando pode ser lançada. Até agora foram reveladas duas imagens que confirmam a existência da funcionalidade, o que pode significar que o lançamento será em breve.


Começa a valer hoje nova política de privacidade do WhatsApp

Passa a vigorar hoje (15) a nova política de dados do WhatsApp. O aplicativo passará a compartilhar informações de contas de negócios (a modalidade WhatsApp Business) com o Facebook, plataforma central da empresa de mesmo nome que controla o app de mensagem.

A mudança ocorre sob protestos de órgãos reguladores brasileiros. Na semana passada, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacom) e o Ministério Público Federal (MPF) emitiram recomendações apontando problemas nas novas políticas.

No documento conjunto, os órgãos avaliam que as mudanças podem trazer riscos à proteção de dados dos usuários do aplicativo, além de impactar negativamente nas relações de consumo estabelecidas entre os usuários e a empresa. No âmbito concorrencial, as novas regras podem impactar negativamente a competição no mercado. Por isso, os órgãos solicitaram o adiamento do início da vigência das normas.


WhatsApp e OMS lançam pacote de figurinhas de vacinação contra Covid-19

Figurinhas do novo pacote disponível no WhatsApp

O WhatsApp, em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), lançou nesta terça-feira (6) um novo pacote de figurinhas chamado “vacinas para todos”. As ilustrações prestam homenagem aos funcionários da saúde e à vacinação contra a Covid-19 em curso, além de transmitir alegria e desejos para o pós-pandemia. O pacote está disponível para download diretamente no aplicativo de mensagens para celulares Android e iPhone (iOS).

O WhatsApp também revelou que, no último ano, os canais de apoio criados pelo app em parceria com instituições recebeu mais de 3 bilhões de mensagens. Eles são, em sua maioria, bots que fornecem informações sobre os serviços de saúde e esclarecem dúvidas sobre o coronavírus.

TechTudo


WhatsApp libera chamadas de voz e vídeo pelo computador; veja como usar

Aplicativo para Windows e MAC agora faz ligações – (FOTO: Divulgaão/WhatsApp)

O WhatsApp liberou nesta quinta-feira (4) chamadas de voz e vídeo pelo computador, por meio dos aplicativos para Windows e Mac.

A ferramenta, no entanto, não funciona no WhatsApp Web, que é aberto pelo navegador do computador. É preciso baixar o aplicativo para o computador.

Além disso, só é possível fazer ligações individuais – o recurso de chamadas em grupo de até 8 pessoas ainda não está liberado.

A janela das chamadas de vídeo funciona nos modos paisagem e retrato, pode ser redimensionada, e está configurada para ficar sempre em primeiro plano em relação às outras janelas.

A liberação das chamadas no computador será feita de forma gradual, então é possível que a opção não apareça imediatamente para todas as pessoas. O WhatsApp, porém, está liberando a atualização no mundo todo.

Como fazer ligações pelo WhatsApp?

Baixe o aplicativo do WhatsApp para Windows ou Mac;

Faça o login com o seu WhatsApp. No Android, toque no ícone de três pontinhos localizado na parte de cia da tela e aperte em “WhatsApp Web”.

No iPhone, clique no ícone da engrenagem (Ajustes) que fica na parte de baixo e toque em “WhatsApp Web/Computador”.

Em seguida escaneie o QR Code;

Abra uma conversa e ao lado da foto e do nome do seu contato, clique no ícone de ligação por voz ou vídeo.

G1


TSE diz que WhatsApp baniu mais de mil contas por disparos em massa no período eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou uma nota nesta quinta-feira (19) na qual informou que o aplicativo de mensagens WhatsApp baniu 1.004 contas após denúncias de disparos em massa entre 27 de setembro e 15 de novembro.

O período informado pelo tribunal compreende o início da propaganda eleitoral e o primeiro turno das eleições municipais.

O disparo de mensagens em massa é proibido e passível de punição no âmbito eleitoral porque a Justiça entende que tem potencial de afetar o equilíbrio da disputa entre os candidatos.

Continue lendo

TSE recebe mil denúncias sobre disparo em massa em um mês; WhatsApp exclui 256 contas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou nesta quarta-feira (28) que enviou ao WhatsApp, de 27 de setembro a 26 de outubro, 1.020 denúncias de disparo em massa relacionadas à campanha eleitoral.

No período, o TSE recebeu 1.037 denúncias relacionadas a comportamentos considerados “inautênticos” no aplicativo, mas 17 foram descartadas por não estarem ligadas ao processo eleitoral.

No total, 720 contas únicas e válidas na rede social foram denunciadas. Destas, 256 acabaram banidas (35%).

O balanço é resultado de uma parceria do TSE com o WhatsApp, que criou um canal de denúncias de contas suspeitas de disparo em massa a fim de combater a desinformação durante as eleições municipais deste ano.

G1


TSE e WhatsApp lançam pacote de figurinhas para as eleições municipais

Figuras estão disponíveis para download

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o WhatsApp anunciam nesta sexta-feira (16) o lançamento de um pacote de figurinhas sobre as Eleições Municipais de 2020. A ação incentiva o engajamento dos eleitores no processo eleitoral por meio de ilustrações divertidas e mensagens sobre voto consciente. 

O pacote Eleições 2020 traz 23 figurinhas que fornecem orientações sobre data e horário de votação; alertam para condutas proibidas, como boca de urna; e reforçam medidas sanitárias para votar com segurança por conta da pandemia de Covid-19.

As criações estimulam os usuários a verificarem a veracidade de qualquer informação compartilhada na plataforma, além de reforçar o lema da campanha sobre o voto consciente. O download do pacote completo de figurinhas pode ser feito aqui.

Continue lendo

Conheça o ‘Tira-Dúvidas Eleitoral no WhatsApp’, assistente virtual da Justiça Eleitoral

Aponta a câmara do seu celular para esse QR CODE e tire suas dúvidas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lança nesta quarta-feira (30) o “Tira-Dúvidas Eleitoral no WhatsApp”, um chatbot – assistente virtual – criado em parceria com o aplicativo de mensagens para facilitar o acesso do eleitor a informações relevantes sobre as Eleições Municipais de 2020.

Trata-se da primeira parceria do tipo para o WhatsApp com uma autoridade eleitoral no mundo. A ferramenta foi desenvolvida gratuitamente pela empresa Infobip, um dos principais provedores de serviços para negócios no aplicativo.

bot, como também é chamado, é resultado de um novo acordo de cooperação entre o órgão e a plataforma para reforçar o combate à desinformação durante o período eleitoral.

Para conversar com o assistente virtual, basta acessar a câmera do seu celular e apontá-la para o QR Code na imagem acima, ou adicionar o telefone +55 61 9637-1078 à sua lista de contatos, ou através do link wa.me/556196371078.

Continue lendo

BC suspende novo serviço de pagamentos do WhatsApp no Brasil

Novo serviço de pagamento criado pelo WhatsApp foi suspenso no Brasil – (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Agência Brasil – Os consumidores não poderão usar o novo serviço do WhatsApp que permite pagamentos e transferências de dinheiro, decidiu hoje (23) o Banco Central (BC). A autoridade monetária determinou que as operadoras Visa e Mastercard suspendam as atividades da ferramenta lançada pelo aplicativo de mensagens na semana passada.

Em nota, o BC informou que o órgão quer avaliar os riscos da nova tecnologia, que está sendo liberada aos poucos no Brasil. O país foi o primeiro a ser escolhido pelo Facebook, empresa dona do WhatsApp, para testar a ferramenta. “A motivação do BC para a decisão é preservar um adequado ambiente competitivo, que assegure o funcionamento de um sistema de pagamentos interoperável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato”, informou o texto.

Continue lendo

WhatsApp disponibiliza ferramenta para pagamentos no Brasil

Whatsapp será usado para repasse de dinheiro

Após uma longa espera, o Brasil é o primeiro país a liberar pagamentos no WhatsApp, permitindo que usuários transfiram dinheiro para seus familiares e amigos, além de pagar por produtos e serviços de empresas tão facilmente quanto enviar uma foto. A função de pagamentos no WhatsApp estará disponível gradualmente nas próximas semanas.

Através de sua conta pessoal no Facebook, o fundador da rede social, Mark Zuckerberg, informou sobre a novidade. “Estamos facilitando o envio e o recebimento de dinheiro como o compartilhamento de fotos. Também estamos permitindo que pequenas empresas façam vendas diretamente no WhatsApp“, disse.

O diretor de operações do WhatsApp no Brasil, Matt Idema, também comemorou a novidade. “Estamos muito animados por disponibilizar os pagamentos no WhatsApp aos nossos usuários em todo o Brasil. Facilitar o envio e o recebimento de dinheiro não poderia ser mais importante em um momento como esse. Pequenas empresas são fundamentais para o país. A capacidade de realizar vendas com facilidade no WhatsApp ajudará os empresários a se adaptarem à economia digital, além de apoiar o crescimento e a recuperação financeira“, disse.

*Para mais informações acesse www.whatsapp.com/payments/br.

*Leia a notícia completa, AQUI


Google, Facebook, Twitter e WhatsApp vão aderir ao Programa de Enfrentamento à Desinformação do TSE

O Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ganhará o reforço das quatro principais plataformas de mídia social e de serviço de mensagens do mundo: Google, Facebook, Twitter e WhatsApp. A adesão ao programa acontecerá nesta terça-feira (22), às 18h15, no Gabinete da Presidência do Tribunal, em Brasília, e contará com a presença da presidente da Corte, ministra Rosa Weber.

Com as novas adesões, o programa passará a contar com 40 instituições parceiras no desenvolvimento e execução de ações conjuntas capazes de reduzir os efeitos negativos que a desinformação pode causar no trato de temas que dizem respeito à Justiça Eleitoral e às eleições, como o sistema eletrônico de votação.

Continue lendo

WhatsApp deve contar com novo recurso em breve: Transmissão ao vivo

Nova ferramenta do Whatsapp deve estar disponível em breve

O aplicativo de mensagens WhatsApp deve contar com novo recurso em breve para os usuários da popular plataforma.

A plataforma deve contar com o recurso de transmissão ao vivo, de acordo com o site especializado WABetaInfo.

“O aplicativo suporta um recurso de streaming. Eles podem usar a mesma tecnologia para transmissão de vídeo”, explicou o site.

Ainda sem data oficial para o lançamento, o recurso já passa por uma fase de analise na popular. Ele deve chegar em uma grande atualização próxima.


TRF multa WhatsApp e Facebook por descumprimento de decisões judiciais

O Tribunal Regional Federal da 4a Região (TRF4) multou o Facebook e o WhatsApp em R$ 23 milhões por descumprimento de decisões judiciais. As representações no Brasil de ambas as plataformas, controladas pelo conglomerado Facebook, desrespeitaram uma ordem da 1a Vara Federal de Umuarama (PR), que impôs sanção de R$ 2 bilhões às empresas.

A decisão veio após as duas redes sociais se negarem a fornecer dados sigilosos e a interceptar comunicações em contas investigadas na Operação Malote, da Polícia Federal (PF). A turma do TRF4 que avaliou o caso considerou o valor alto e fixou novo montante.

Entenda

A operação foi deflagrada em 2017 e investigou uma rede de narcotraficantes sediada na cidade paranaense. Como parte das investigações, a PF solicitou ao Judiciário a quebra do sigilo de dados e a interceptação das comunicações realizada por meio do WhatsApp dos suspeitos de integrarem a organização criminosa.

Como as empresas não cumpriram as ordens judiciais, a PF requereu que fossem impostas multas, com o bloqueio de valores pelo sistema do Banco Central do Brasil (Bacenjud).

A 1a Vara da Justiça Federal de Umuarama condenou o Facebook e o WhatsApp aplicando multa de R$ 2 bilhões. O Whatsapp argumentou que não teria condições técnicas de cumprir a decisão e apontou o valor definido como desproporcional.

O relator do caso, desembargador João Paulo Gebran Neto, considerou correta a penalização do não atendimento à decisão judicial. Contudo, o magistrado apontou o valor como desproporcional.

A Agência Brasil procurou o Facebook solicitando a posição da empresa sobre a decisão, mas não recebeu resposta.


PF detona esquema de venda de drogas sintéticas realizada pelo WhatsApp

A Polícia Federal deflagrou operação, nesta terça-feira (12), para combater uma quadrilha de traficantes que usava o aplicativo de smartphones, o WatsApp, para espalhar drogas em cinco estados do país.

Agentes da Polícia Federal cumpriram mandados em vários estados

Os agentes da PF cumpriram 10 mandados de prisão, buscas e apreensão em São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Sergipe e Minas Gerais. Durante o início da operação, nove pessoas foram presas pelos policiais.

Os investigadores passaram a monitorar anúncios de venda de drogas sintéticas nas redes sociais e conseguiram se infiltrar em grupos de WhatsApp usados pela quadrilha. Os anúncios realizados pelos traficantes no App eram por meio de vídeos e fotos de ecstasy e MDMA, uma forma mais pura do ecstasy.

De acordo com a Polícia Federal, algumas encomendas realizadas no grupo eram despachadas pelos Correios. Ao todo, cerca de 200 pessoas faziam parte do grupo de vendas de drogas dos traficantes, no WhatsApp.

Os suspeitos devem ser indiciados por associação e tráfico de drogas e podem pegar de três a 15 anos de prisão.