Morre em Natal, o jornalista Orlando Rodrigues “Caboré”

O jornalista Orlando Rangel Rodrigues, também conhecido como Caboré, faleceu em Natal, no Hospital Promater. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva, desde o sábado (14), em estado grave com um quadro de hemorragia gástrica que se generalizou com o passar dos dias. O jornalista também passava por outras complicações, inclusive, renais.

Na terça-feira, a sua irmã Ana Heloísa Rodrigues, disse que o médico informou que Orlando já tinha tido falências dos órgãos, devido ao grau de infecção generalizada, só o coração ainda não tinha sido afetado.

Orlando Rodrigues era nascido em Caicó/RN, tinha 71, estudou no GDS, atual Colégio Diocesano Seridoense de Caicó. Foi radialista da Emissora Rural, foi vereador em Caicó, o mais votado na época. Era jornalista, escritor, juiz classista aposentado pelo TRT/RN. Era paciente renal, sendo transplantado e possuía um legado muito grande de amigos em Caico e em Natal. Seu corpo será  velado no Cemitério Morada da Paz, a tarde.

Seu falecimento se deu por volta das 5hs30min desta quarta-feira (18). Ele deixou viúva, Elisa Nóbrega com quem teve e quatro filhos, Reno Rodrigues, Fabio Nobrega Rodrigues,  Marielle Rodrigues, que  advogada e OFICIALA DE JUSTICA DO TJRN e THAISE RODRIGUES, além de SETE NETOS. Os pais, Júlio Rodrigues Barbosa e Rosália Rangel, irmã de Paizinho Rangel. Ele como escritor, lançou cerca de oito ou nove livros em Caicó, Natal e Brasília, na colônia caicoense dos meninos de seu Herminio Gomes e demais amigos caicoenses residentes em Brasília. Ele foi líder estudantil do Diretório do  antigo GDS (CDS), onde era ex-interno na época de Mons.  Walfredo Gurgel.

*Do Blog de Miqueias Capuxu