Plano de governo de Michel Temer prevê privatizações e concessões

Vice-presidente, Michel Temer/Foto: Divulgação
Vice-presidente, Michel Temer/Foto: Divulgação

Em documento que será apresentado como plano de governo de Michel Temer, em caso de afastamento da presidente Dilma Rousseff, o PMDB prega a transferência “para o setor privado (de) tudo o que for possível em matéria de infraestrutura”, de acordo com informações obtidas pela Folha de S.Paulo.

O trecho sobre privatizações e aumento de concessões integra o capítulo “A Travessia Social” e trata da “regeneração do Estado”. De acordo com o documento, o governo precisa estabelecer novo modelo de relações com o setor privado, modificando inclusive a atual lei de concessões.

“É necessário um novo começo nas relações do Estado com as empresas privadas que lhe prestam serviços e que são muito importantes para a economia do país”, afirma o plano de Temer.A partir das “lições que estamos vivendo”, o plano Temer afirma que o cenário atual obriga uma “reengenharia das relações com o setor privado” com o objetivo de “reduzir ao máximo as margens para a transgressão e o ilícito”.

A corrupção, que “parece ter se tornado endêmica” no país também é argumentado para a defesa das privatizações. Interlocutores de Temer já vinham afirmando que privatizações e concessões atingirão “tudo que for possível em matéria de infraestrutura”.