Please enter banners and links.


Polícia prende mulher envolvida em roubo à residência na zona rural de Caicó

Ruth foi presa depois da ação criminosa na zona rural de Caicó

Policiais civis, com apoio de guarnições da Polícia Militar, prenderam na tarde desta terça-feira (24), em Caicó, Ruth Lourdes Maia da Silva. Ela é natural de Umarizal/RN, tinha residência em Catolé do Rocha e em Caicó e participou diretamente do roubo a uma residência na zona rural, próximo ao Distrito da Palma, na madrugada de segunda-feira (22). O roubo rendeu aos bandidos, armas, munições, joias e dinheiro. A mulher é membro de uma facção com atuação no estado da Paraíba.

O delegado, Leonardo Germano, disse ao Blog Sidney Silva, que após deixarem a casa alvo do crime, o grupo (formado por dois homens e uma mulher), se dirigiu ao local aonde seriam resgatados, mas, quem deveria dar fuga, não apareceu. Então, decidiram seguir a pé, mas, se perderam. Eles, então, se separaram. Um dos ladrões, que foi identificado como João Nogueira Lopes, também conhecido como “RJ”, fez o morador de um sítio, de refém. Mais tarde, policiais que estavam em diligências, tiveram confronto com o homem e ele morreu.

O delegado ainda disse que “RJ” era membro de facção criminosa no Rio Grande do Norte e envolvido em uma série de crimes em Caicó. Sobre a participação de Ruth Maia, no roubo, Leonardo Germano, disse que ela intermediou a participação dos dois mossoroenses.

A prisão de Ruth se deu em uma casa pertencente a familiares de “RJ”, com quem ela estava vivendo ultimamente. A mulher aguardava a chegada de um carro que iria tirá-la de Caicó.

A Polícia Civil está investigando sobre a possível participação de João Nogueira em pelo menos dois roubos à residências e Caicó.



Carro abandonado na região oeste é conduzido pela PRF para Caicó

O veículo Honda Civic que foi abandonado na após o condutor não atender ordem de parada de policiais rodoviários federais na BR-226, nas imediações da cidade de Triunfo Potiguar/RN, foi rebocado para o posto da PRF em Caicó. Não existe restrição para o carro.

O carro é de cor prata, ano 2008 e placas MZG9D26, com inscrição na cidade de Mossoró.

Guarnições da Polícia Militar estão dando apoio na tentativa de encontrar os ocupantes do veículo que o abandonaram.



Na BR-226, dois homens fogem da PRF em tentativa de abordagem; Carro foi abandonado

Policiais rodoviários federais tentaram abordar no final da tarde desta terça-feira (24), na BR 226, entre as cidades de Jucurutu e Triunfo Potiguar, um veículo Honda Civic, que era ocupado por dois homens.

De acordo com informações apuradas pelo Blog Sidney Silva junto a assessoria de comunicação da PRF, houve perseguição e o carro foi encontrado abandonado em uma estrada de terra. Os dois homens fugiram.

Ao averiguar a situação do veículo, os policiais não encontraram nenhuma restrição.



Corpo do empresário, Emídio Germano, será sepultado nesta quarta (25)

Emídio Germano, estava com 96 anos

O corpo do empresário caicoense, Emídio Germano da Silva, que morreu na tarde desta terça-feira (24), em sua casa, será sepultado nesta quarta-feira (25), no Cemitério Campo Jorge.

De acordo com familiares, o corpo ficará no Centro de Velório do Sempre, localizado ao lado da Vila Militar, no Centro da cidade. Antes do sepultamento, nesta quarta-feira, está prevista para acontecer, às 16hs, missa de corpo presente na Catedral de Sant’Ana.

Emídio Germano estava convalescendo de uma pneumonia que o levou a ser internado na Unidade de Terapia Intensiva, em Natal, há poucas semanas. Ele, também, já tinha passado por cirurgias cardíacas.

No auge do algodão, em Caicó, Emídio Germano, foi um dos empresários mais bem sucedidos, inclusive, tinha usina própria. Também foi dono de saboaria e de uma usina de óleo. O empresário foi um dos amigos mais próximos do senador Dinarte de Medeiros Mariz.



PF prende suspeitos de assaltarem carros-fortes no RN e CE

Arma de fogo foi apreendida pela Polícia Federal no Ceará

Policiais da Delegacia da PF em Mossoró/RN prenderam hoje (24/9), na cidade de Fortaleza/CE, dois homens acusados de pertenceram a uma organização criminosa especializada em assaltos a carros-fortes. As prisões foram em decorrência da expedição dos respectivos mandados judiciais de prisão preventiva expedidos pela 10ª Vara Justiça Federal em Mossoró.

Os presos nesta manhã participaram na data de 25/06/2018 da tentativa de roubo ao carro-forte da empresa BRINKS, ocorrida na divisa do Rio Grande do Norte com o Ceará. Naquela ocasião, os criminosos efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra os veículos que trafegavam na rodovia, bem como na direção de policiais que atuaram na ocorrência policial.

Muito embora o bando tenha utilizado explosivos para acessar o interior do veículo, o crime não se consumou em virtude da atuação dos policiais que prontamente reprimiram a ação delituosa. Após os procedimentos de praxe, os presos foram encaminhados ao Instituto Presídio Olavo Oliveira (IPPO II), em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, onde estão custodiados, à disposição da Justiça.



Figueirense comunica à CBF que vai abandonar a Série B

Figueirense à CBF que vai abandonar a Série B

O Figueirense comunicou oficialmente à CBF que decidiu abandonar a Série B do campeonato Brasileiro. A formalização foi feita no último fim de semana, pelo presidente da Elephant, Cláudio Honigman, empresa que administra o clube desde 2017. A entidade avalia a eficácia da decisão, uma vez que na última quinta-feira, o Conselho Deliberativo do clube divulgou documento informando que o contrato mantido entre o clube e a empresa teria sido desfeito.

A CBF vai enviar o comunicado ao STJD para que o caso seja analisado. Se o documento for considerado válido, o Figueirense estará sujeito ao regulamento do campeonato que prevê a suspensão automática do clube de todas as competições organizadas pela CBF (incluindo profissional e base). Com isso, o clube só poderia voltar a atuar na Série D, após a suspensão.

Nesta segunda-feira, em coletiva de imprensa, o presidente do Conselho Francisco de Assis, afirmou que a Elephant não administra o clube desde a última quinta. Ele afirmou que Honigman tenta reverter o distrato exigindo R$ 3 milhões, além do perdão das dívidas do clube.

Atualmente, o Figueirense acumula um total R$ 120 milhões, em dívidas, de acordo com o último balanço do clube.



Operação do MPRN investiga fraude de R$ 1,5 milhão em Caiçara do Rio do Vento; ex-prefeito é preso

Mandados de busca foram cumpridos durante a operação

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta terça-feira (24) a operação Cambalacho. O objetivo é apurar um esquema fraudulento que aplicou golpes de pelo menos R$ 1.549.550,00 em Caiçara do Rio do Vento, cidade da região Central do Estado. O ex-prefeito Francisco Edson Barbosa e outras cinco pessoas foram presos na ação, que contou com o apoio da Polícia Militar.

Além do ex-prefeito, foram presos preventivamente Marinaldo Amâncio da Silva Júnior e Bruno Ewerton Bezerra Leal, apontados como integrantes do núcleo operacional do grupo criminoso. O ex-secretário de Administração Antônio Laurentino Ramos Neto e a ex-secretária de Finanças Tereza Cristina de Andrade Pereira Barbosa, que ao lado do ex-prefeito integravam o núcleo da administração pública, estão presos temporariamente. Há ainda um mandado de prisão preventiva expedido, mas o alvo não foi localizado e é considerado foragido de Justica.

O grupo é investigado por organização criminosa, falsificação de documentos públicos e privados, falsidade ideológica, peculato, estelionato e lavagem de capitais, entre outros delitos que ainda serão apurados.

Equipes do Gaeco estiveram no prédio da Prefeitura cumprindo mandados

A operação Cambalacho contou com a participação de 10 promotores de Justiça, 9 servidores do MPRN e ainda de 43 policiais militares. Além dos seis mandados de prisão, foram cumpridos outros 9 mandados de busca e apreensão nas cidades de Natal, Parnamirim, Umarizal, Felipe Guerra e Caiçara do Rio do Vento. A sede da Prefeitura e das Secretarias de Administração e Finanças de Caiçara do Rio do Vento são alvos de buscas.

As investigações da operação Cambalacho começaram em 2014, quando se vislumbrou a existência de uma organização criminosa que vinha atuando em diversos municípios do Rio Grande do Norte, entre eles, Caiçara do Rio do Vento. Nesta cidade, conforme já apurado pelo MPRN, houve a cooptação de agentes públicos que possibilitaram a operacionalização do esquema fraudulento. Segundo já levantado pelo MPRN, o núcleo operacional do grupo criminoso, formado por Marinaldo Amâncio da Silva Júnior e Bruno Ewerton Bezerra Leal, arregimentava pessoas e, mediante artifícios fraudulentos, as induzia ao erro, fazendo com que fornecessem dados e documentos para que o grupo contraísse empréstimos em seus nomes.

Policiais militares deram apoio a ação do Gaeco

Paralelamente, esse grupo, com auxílio do núcleo da administração pública (Francisco Edson Barbosa, Antônio Laurentino e Tereza Cristina Barbosa) obtinha documento do Poder Público atestando falsamente que aquelas pessoas pertenciam ao quadro de pessoal do Município de Caiçara do Rio do Vento e que possuíam margem consignável suficiente para a contratação do empréstimo. Essa documentação, então, era analisada pelo correspondente bancário que, em seguida, colhia a assinatura do interessado em proposta de empréstimo. Em seguida, os valores eram creditados na conta dos falsos servidores municipais para que, posteriormente, fossem realizados os descontos na folha de pagamento dos respectivos funcionários.

O MPRN já apurou que nos dias do recebimento dos valores, em regra, algum integrante do grupo criminoso comparecia à agência bancária do Município com os respectivos “laranjas” contratantes do empréstimo – falsos servidores – para fazer a retirada do dinheiro no caixa eletrônico. Em outras oportunidades, havia transferência direta dos valores para membros da organização criminosa, inclusive, para os agentes públicos.

Além dos mandados de prisão e de busca e apreensão, a Justiça potiguar determinou o bloqueio judicial do valor de R$ 1.549.550,00 nas contas dos investigados.

Desdobramento A operação Cambalacho é desdobramento de outras duas operações do MPRN: a Negociata e a Holerite. A operações Negociata, deflagrada em 2015, apurou fraudes na concessão de empréstimos consignados e financiamentos aos servidores ativos e inativos da Prefeitura de Umarizal. O então prefeito Carlindson Onofre Pereira de Melo foi afastado do exercício do mandato pelo Tribunal de Justiça. Pelas investigações do MPRN, foram concedidos empréstimos, sendo liberado nas contas dos interessados o valor total de R$ 1.571.792,33, o que gerou um saldo devedor aproximado de R$ 2.043.625,34 atualizado até o ano de 2014.

A operação Holerite foi deflagrada em agosto de 2018 para apurar os crimes de falsificação de documentos públicos e privados, falsidade ideológica, estelionato e peculato que resultaram no desvio de pelo menos R$ 799 mil na Prefeitura de Caraúbas. Entre os investigados, estão o ex-prefeito de Caraúbas Ademar Ferreira da Silva e o ex-secretário municipal de Planejamento Edson Moraes. Nos três casos, as fraudes eram esquematizadas da mesma forma: os investigados conseguiam aprovação para realizar empréstimos consignados em folha de pagamento, utilizando-se do artifício de fazer declarações falsas. Eles afirmavam que beneficiários eram servidores públicos sem que qualquer um deles tenha sido integrante das administrações públicas municipais. Houve também declarações que pessoas tinham margem consignável, sem que elas de fato tivessem. Toda a documentação falsa tinha o objetivo de facilitar a aprovação do crédito por parte da instituição financeira.



Prefeitos apontam queda de repasse e farão mobilização em frente à Governadoria

Os Prefeitos do Rio Grande do Norte farão um ato público nesta terça-feira, a partir das 8 horas, em frente à Governadoria, em protesto contra as mudanças no programa de incentivos fiscais ao setor industrial, que, segundo eles, acarretarão em diminuição nos valores dos repasses do ICMS para os 167 municípios do Estado.

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) emitiu nota, informando que a redução ocorre devido o decreto que instituiu o Programa de Estimulo ao Desenvolvimento Industrial (Proedi), gerando a desoneração de tributos dentro das alíquota que é “repassada aos entes municipais”.

Segundo a nota, a Femurn reforça a importância do programa para a geração de emprego e renda no Estado, mas compreende que os municípios não podem ficar sem os importantes recursos do ICMS, e pedem uma solução viável junto ao Governo do Estado.

*Fonte: Tribuna do Norte



TJ mantém condenação de Município de Mossoró por acidente causado por buraco na via pública

A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, à unanimidade, manteve sentença que condenou o Município de Mossoró a pagar indenização a um motociclista que sofreu uma queda ocasionada por buraco na via pública. O ente deverá pagar o valor de R$ 599 a título de danos materiais e outros R$ 5 mil como indenização por danos morais decorrentes da conduta lesiva omissiva do ente público.

No recurso, o Município de Mossoró alegou a ausência de nexo de causalidade entre a conduta omissiva do Estado e o prejuízo experimentado pela vítima, diante da ausência de prova de que o infortúnio tenha sido causado pelo buraco constante das fotografias, se fazendo necessária a realização de perícia técnica.

Acrescentou que o fato retratado nos autos se resolve pela responsabilidade subjetiva, cabendo à autora provar a omissão estatal. Ressaltou que houve culpa exclusiva da vítima e de terceiros, especificamente a CAERN. Defendeu que inexiste indenização por dano moral. Ao final, requereu a reforma da sentença para que sejam julgados improcedentes os pleitos autorais.



São Tomé: Tribunal do Júri condena homem a 22 anos de reclusão por feminicídio de ex-companheira

Sessão do júri popular realizada na comarca de São Tomé na última quinta-feira (19) condenou Francisco Januário Barbosa Filho a 22 anos e seis meses de reclusão em regime fechado pelo feminicídio da ex-companheira Maria Damiana Barbosa Félix. O crime aconteceu na zona rural do Município de São Tomé, na madrugada do dia 8 de julho de 2018 e o réu estava preso preventivamente desde o dia 13 de julho daquele ano.

Segundo os autos, o crime foi praticado em razão do ciúme nutrido por sua ex-companheira. Francisco Januário arrastou a vítima pelos cabelos, na presença de diversos populares, da frente do clube em que se encontravam, atravessando a pista, até local ermo. Em seguida, disparou a queima-roupa, desfigurando completamente o seu rosto, “circunstâncias essas que retratam um quadro de verdadeiro terror, e que aponta o cuidado que o poder público em geral deve ter em reação à prevenção da violência doméstica no país”, registra a sentença.



Operação do MPRN investiga fraude de R$ 1,5 milhão em Caiçara do Rio do Vento

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta terça-feira (24) a operação Cambalacho. O objetivo é apurar um esquema fraudulento que aplicou golpes de pelo menos R$ 1.549.550,00 em Caiçara do Rio do Vento, cidade da região Central do Estado. Com apoio da Polícia Militar, estão sendo cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades de Natal, Parnamirim, Umarizal, Felipe Guerra e Caiçara do Rio do Vento.

A operação investiga os crimes de peculato, organização criminosa, falsificação de documentos públicos e privados, falsidade ideológica, estelionato e lavagem de capitais, entre outros delitos que ainda serão apurados.

A operação Cambalacho conta com a participação de 10 promotores de Justiça, 9 servidores do MPRN e ainda de 43 policiais militares. Além dos seis mandados de prisão, foram cumpridos outros 9 mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados.