Mesmo sem carnaval, Secretaria de Segurança Pública mantém Operação Verão até o dia 17

Operação Verão 2021 segue normal no RN

Mesmo com o carnaval cancelado em virtude da pandemia do novo coronavírus, o Governo do Rio Grande do Norte manteve – conforme estratégia da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social – todo o planejamento original da Operação Verão 2021. Isso significa que, até a próxima quarta-feira, dia 17, está mantido o reforço policial extraordinário ao longo de todo o litoral potiguar.

Em escalas de serviço extraordinário, estão sendo empregados aproximadamente 800 agentes de segurança, entre homens e mulheres da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Itep, Polícia Penal, além de servidores de várias áreas da administração estadual e de órgãos de fiscalização.

Para o pagamento das diárias operacionais e alimentação, o Governo do Estado está investindo aproximadamente R$ 7 milhões.

Continue lendo

Estabelecimentos comerciais poderão abrir no dia 15 de fevereiro se pagarem adicional aos funcionários

Comércio poderá abrir no Dia do Comerciário

O Sindicato do Comercio Varejista de Caicó e o Sindicato Intermunicipal dos mpregados no Comércio do Rio Grande do Norte, emitiram nota informando que o próximo dia 15 de fevereiro, Dia do Comerciário, o funcionamento dos estabelecimentos comerciais será facultativo.

As empresas que optarem pela abertura só poderão funcionar com seu quadro de pessoal se forem expressamente autorizadas pelos Sindicatos através do Termo de Adesão, mediante o pagamento da quantia de R$ 10,00 (dez reais) por cada colaborador. Ainda terão que pagar as horas trabalhadas acrescidas de um adicional de 100%, calculado sobre o valor da hora normal.

O termo de adesão deverá ser entregue aos sindicatos até a sexta-feira, dia 12/02/2021, às 17 horas.


‘Caso Gabriel’: testemunhas de defesa e acusação foram ouvidas na audiência de instrução

Gabriel foi morto em 2020

A 1ª Vara Criminal de Parnamirim começou na manhã de terça-feira (09), às audiências de instrução – que são etapas iniciais do processo – do chamado “Caso Gabriel”, jovem de 18 anos, visto pela última vez em 5 de junho de 2020 e cujo corpo foi encontrado, após nove dias de desaparecimento, em São José de Mipibu.

De acordo com a unidade judicial, estão sendo ouvidas quatro testemunhas de acusação e 20 de defesa arroladas pelo Ministério Público e pelos advogados dos acusados. São quatro policiais militares suspeitos de envolvimento na morte de Giovanne Gabriel de Souza Gomes, que teria saído do bairro Guarapes, zona Oeste de Natal, para visitar a namorada.

Continue lendo