“A válvula danificada não se encontra em qualquer prateleira”, diz dirigente da ANA sobre problema em Coremas

Paulo Varela é digirente da Agência Nacional de Águas
Paulo Varela é dirigente da Agência Nacional de Águas – (FOTO: Sidney Silva)

O Dirigente da Agência Nacional de Águas – ANA, Paulo Varela, disse nesta quarta-feira (24), ao Blog Sidney Silva, por telefone, que o problema na comporta do açude de Coremas na Paraíba, pode levar mais dias do que se imagina para ser resolvido.

“A válvula danificada não se encontra em qualquer prateleira. Portando, é possível que o prazo para o seu conserto não seja tão imediato. O Ministro das Minas e Energias em Brasília, já acionou os técnicos da Chesf que são os responsáveis pelos equipamentos em questão“, disse.

Enquanto o problema não for resolvido, a água que chega em Jardim de Piranhas pelo rio, não será suficiente para abastecer a cidade de Caicó, por exemplo.

A comporta do açude de Coremas, está liberando água, porém somente 2,4 metros por segundo. Para que o leito do Rio Piranhas tenha água suficiente para abastecer Caicó, é preciso que sejam liberados 3 m³/s.

Uma das medidas que podem ser executadas, é a fiscalização ao longo do leito do rio. Com isso, será possível saber se existem barramentos ou se os irrigantes estão fazendo o uso indevido da água. Um detalhe é que a partir do dia 30 de junho, está proibido o uso da água do rio para irrigação.