Caicó: Caixa nega auxílio emergencial a pessoas que ainda teriam contrato com Prefeitura mesmo depois de rescisão; ENTENDA

O Blog Sidney Silva recebeu nos últimos dias, relatos de caicoenses afirmando que tentaram acesso ao auxílio emergencial do Governo Federal, e não conseguiram por terem sido identificadas como servidores públicos municipais. Um deles foi Antônio Carlos da Silva, de 32 anos, que teve vínculo com a Prefeitura de Caicó, no período de 1 ano, entre 2018 e 2019, mas, teve seu contrato, não efetivo, rescindido.

Quando recebeu a negativa por parte do Governo Federal, um trecho da mensagem no aplicativo foi: “Cidadão(ã) é Servidor Público(a)”.

Como já citado, Antônio Carlos, não tem mais vínculo com a administração municipal.

Essa semana, ele procurou a Prefeitura de Caicó e recebeu uma cópia da Relação Anual de Informações Sociais – RAIS, ano-base 2019, aonde consta sua rescisão contratual. O setor responsável afirma que o documento foi encaminhado para o INSS, Receita Federal entre outros órgão para o desvínculo.

Rais entregue ao ex-prestador de serviço na Prefeitura
Rais entregue ao ex-prestador de serviços na Prefeitura