Carro de auto escola é apreendido durante blitz da Lei Seca em Natal

LEI SECA 22

Sete motoristas foram presos na madrugada deste domingo (1º) ao serem flagrados dirigindo sob efeito de álcool e 96 carteiras de habilitação recolhidas durante mais uma Operação Lei Seca realizada em Natal. Ao todo, 16 veículos também foram apreendidos, entre eles um Celta que pertence a uma auto escola e um Corolla com a mala carregada de cervejas. Também foi rebocado para o pátio do Detran um Peugeot, cujo carro acabou com os dois pneus dianteiros furados ao subir no canteiro numa tentativa de escapar da fiscalização.

Segundo o capitão Styvenson Valentim, barreiras de fiscalização foram montadas em pontos estratégicos de Cidade Verde e Ponta Negra, ambos na Zona Sul da cidade. “O motorista da auto escola soprou o bafômetro e o teste acusou um índice abaixo de 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido, o que caracteriza infração administrativa. Neste caso ele não vai preso, mas é multado em R$ 1.915,40”, explicou o comandante.Já no caso do Corolla, que possui placas de São José de Mipibu, um casal estava no veículo. Styvenson disse que os dois sopraram o bafômetro e os testes também apontaram infração administrativa. Como não quiseram chamar ninguém para ir até a barreira pegar o carro, o automóvel foi levado para o Detran. “A surpresa veio quando abrimos a mala do carro para inspecionar o veículo. Dentro, encontramos vários isopores repletos de latas e garrafas de cerveja. Ou seja, os dois já haviam bebido e, possivelmente, ainda beberiam mais. Daí pra frente, só Deus sabe isso iria terminar”, acrescentou.

“E ainda teve o motorista de um Peugeot, que tentou fugir da blitz. Para escapar, ele inventou de subir com o carro no meio-fio, mas o carro estava rápido demais e ele acabou com os dois pneus da frente estourados”, lembrou. O capitão afirmou que o motorista foi autuado por direção perigosa, vai responder administrativamente e pagar multa pela ingestão de álcool – teste que deu abaixo do índice que é considerado crime – e o carro dele também foi levado para o pátio do Detran”, disse ao repórter Anderson Barbosa (G1).