Comissão de Investigação instalada na Câmara teve reunião com representante da Prefeitura

Os trabalhos da Comissão Especial de Investigação (CEI) da Câmara de Vereadores de Caicó que vai apurar denúncias de suposto mal-uso de recursos financeiros da Contribuição de Iluminação Pública – Cosip, foram iniciados nesta terça-feira (05), e um dos primeiros atos foi se reunir com o Procurador do Município, Pedro Rocha e a Controladora Tânia Maria Dantas Ramos.

Em entrevista a imprensa, o presidente da Comissão, o vereador José Rangel, disse que os trabalhos contarão com a participação de sete vereadores, assessoria jurídica da Casa Legislativa, além de outros profissionais especialistas, se por ventura for necessitado.

Da reunião com o procurador do município, José Rangel, explicou que o município ficou encarregado de enviar a documentação necessária, já que, os dos anos de 2016 e parte de 2017, foram levados pelo Ministério Público na Operação Blackout, embora isso vá ser problema, haja vista, a Comissão poder ter acesso através do pedido feito pela Câmara de Vereadores.

Sobre o trabalho, serão analisados os recursos recebidos e aplicados desde 2002 e o relatório final enviado aos órgãos cabíveis.

Sobre o tempo de vigência da CEI, será analisado neste primeiro momento no período de 30 dias, podendo ser prolongado caso necessite.

O objetivo da CEI, é dar uma resposta a sociedade caicoense sobre a aplicação dos recursos financeiros.