Covid-19: Brasil atinge recorde de 4.195 mortes em 24h

Aumento nos casos de óbitos foi registrado – (Foto: Adriano Abreu/Tribuna do Norte)

Em dia de recorde, o Brasil atingiu a marca de 4.195 mortes registradas nas últimas 24h, totalizando 336.947 vidas perdidas. O número é o maior desde o início da pandemia no país, que começou em março de 2020. Os dados foram pelo Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass). Além de superar pela primeira vez os 4 mil óbitos diários, a marca bate a anterior, de quarta-feira passada, 31 de março, quando foram relatadas 3.869 mortes.

Com a atualização dessa terça-feira (06), são 86.979 novos casos de coronavírus registrados, no total 13.100.580 pessoas já foram infectadas. O número total de recuperados do Covid-19 é 11.558.784, com o registro de mais 122.595 pacientes curados. Outros 1.204.849 pacientes estão em acompanhamento.

O País tem assistido a um aumento vertiginoso de casos, internações e óbitos ao longo do último mês. Em março, 66.868 morreram pelo novo coronavírus, 20.799 nos últimos sete dias.

Segundo dados da plataforma Our World in Data, associada à Universidade de Oxford, apenas dois outros países já tiveram mais de 4.000 vítimas da doença em um só dia: os Estados Unidos, em janeiro deste ano, e o Peru, em agosto de 2020, após a revisão de números represados.

Estados

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (78.554), Rio de Janeiro (38.040), Minas Gerais (25.795), Rio Grande do Sul (21.018) e Paraná (17.685). Já as Unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.306), Amapá (1.346), Roraima (1.362), Tocantins (2.133) e Sergipe (3.642).

Vacinação

Até o início da noite de hoje, haviam sido distribuídas 43,3 milhões de doses de vacinas. Deste total, foram aplicadas 22,4 milhões de doses, sendo 17,4 milhões da 1ª dose e 4,9 milhões da 2ª dose.

Tribuna do Norte