Júri popular absolve um e condena outro pela morte de adolescente em Caicó

O julgamento popular dos réus Francisco Daniel Ferreira Barbosa e Francisco das Chagas Silva Medeiros, ocorrido no plenário do Fórum Municipal Amaro Cavalcante em Caicó, terminou no início da noite desta quarta-feira (22), por volta das 18hs20min, sendo o primeiro condenado a 13 anos em regime fechado e o segundo, absolvido da acusação de ser o mandante. Eles foram acusados da morte do adolescente Thiago Emídio da Costa, crime registrado em 2012.

Em contato com o Blog Sidney Silva, o advogado, Ariolan Fernandes, que patrocinou a defesa de Francisco Daniel, o seu cliente não foi condenado pela qualificadora de promessa de recompensa, mas, foi por ter praticado o crime em circunstância que dificultou a defesa da vítima. O crime era duplamente qualificado. O réu ainda teve a reprimenda de pena de 1 ano e meio por ocultação de cadáver, mas, esse crime vai prescrever quando a sentença transitar em julgado, ou seja, de nada valerá.

Com relação ao cumprimento da pena, Francisco Daniel,  já estava detido a mais de 60 meses e seu advogado vai ingressar nos próximos meses com o pedido de progressão de regime. Ou seja, provavelmente, em janeiro, ele estará no regime semi-aberto.

O advogado, Bartolomeu Linhares, patrocinou a defesa de Francisco das Chagas. O promotor Geraldo Rufino, atuou na acusação. O juiz Luiz Cândido Villaça, presidiu a sessão.