Polícia Civil prende suspeito de roubo em Tenente Laurentino Cruz/RN

Arma apreendida com o suspeito na zona rural de Alto do Rodrigues

Policiais civis da 5ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Macau prenderam, na manhã de sexta-feira (3), Henrique Eduardo da Silva Olegário, de 24 anos, mais conhecido como “Henrique Barandão”, nome atribuído devido à suspeita da prática de crimes associados a homicídios e roubos a bancos, nas regiões: Central e Salineira. Ele foi autuado em flagrante por adulteração e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Com ele, foram encontrados: um revólver (calibre 38) e uma espingarda (calibre 12), com numeração raspada.

Henrique Eduardo é investigado pela autoria do crime que aconteceu no dia 3 de maio deste ano, no município de Tenente Laurentino Cruz. Na ocasião do roubo, que ocorreu por volta das 6h30, o comerciante proprietário de um mercadinho foi abordado por três homens, que chegaram em um veículo modelo “Golf” de cor branca, dois deles entraram armados no prédio. Os suspeitos subtraíram da vítima o valor aproximado de R$ 80.000 (oitenta mil reais) e uma corrente de ouro.

Após trabalho investigativo e identificação de que o veículo utilizado no crime estava no nome de Henrique Eduardo, o mandado de busca foi expedido pela Vara Única da Comarca de Florânia. O mandado de busca e apreensão, em desfavor de Henrique Eduardo, foi dado cumprimento na residência dele, localizada na Zona Rural do município de Alto do Rodrigues. Os suspeitos foram identificados com o auxílio de imagens capturadas por câmeras de segurança do local. No momento da prisão, foram apreendidos ainda dois aparelhos celulares e munições, sendo de calibre 12, 38 e 380. As diligências foram cumpridas com o apoio das Delegacias Municipais de Ipanguaçu e Pendências.

Os outros dois suspeitos, segundo as investigações, receberam toda estrutura do crime já montada pelo Henrique Eduardo, que teria ido para a região dois meses antes que eles, para realizar o levantamento. “O Henrique Barandão” foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.