Polícia troca tiros com suspeitos de homicídios e tráfico de drogas e prende oito pessoas

Armas apreendidas com o grupo detido - Foto: Divulgação
Armas apreendidas com o grupo detido – Foto: Divulgação

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Crimes contra Pessoa (Homicídios) da 10ª Delegacia Seccional, com sede em Campina Grande, deflagrou na manhã desta terça-feira (24), a Operação ‘Hidra de Lerna’.

O objetivo foi desarticular uma organização criminosa que agia na região em várias frentes criminosas como homicídios, comércio ilegal de arma de fogo e ainda o tráfico de drogas. Foram presas oito pessoas, via mandados de prisão preventiva e também em flagrante. Na ação, houve troca de tiros, mas ninguém ficou ferido. Foram apreendidas armas de fogo e munições.

De acordo com a delegada titular da especializa, Maíra Roberta, a operação foi realizada em vários bairros da cidade, como Santa Rosa, Dinamérica, Catingueira e Serrotão.

“Essa organização criminosa começou a atuar com mais força depois da morte de um dos integrantes. E mesmo que algumas pessoas fossem presas, o grupo criminoso continuava atuando, repondo integrantes e cometendo delitos.Por isso o nome operação foi ‘Hidra de Lerna’, fazendo alusão à mitologia grega, que trata de um monstro que habitava um pântano, tinha corpo de dragão e três cabeças de serpentes. Quando uma delas era cortada, cresciam duas no lugar. Era assim que funcionava o bando, mesmo com baixas, eles continuavam os atos criminosos, arregimentavam mais pessoas e mantinham os crimes”, explicou a delegada, acrescentando que as investigações para a prisão do grupo começaram em novembro do ano passado.

Segundo o Portal Correio, os presos foram encaminhados para a Central de Polícia Civil, no bairro Catolé, onde prestaram depoimento e em seguida foram encaminhados para Unidades Prisionais, para aguardarem as decisões da Justiça.