Professores vão parar o ano letivo da Uern a partir desta segunda

GREVE DDDDDDA partir desta segunda-feira (25) não terá aula na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Professores e técnicos-administrativos estão em greve. As atividades só retornarão quando o Governo do Estado decidir cumprir o reajuste salarial de 12,035% aprovado em 2014, pela então governadora Rosalba Ciarlini.

O Jornal De Fato informou que os servidores se decepcionaram com a resposta do governador Robinson Faria (PSD) durante audiência na última quinta-feira (21). Ele disse que o governo não cumpriria o acordado em 2014, justificando falta de recursos e o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Em 2011, no primeiro ano da gestão Rosalba Ciarlini, a governadora apresentou o mesmo argumento, rejeitado pelos servidores. Naquele ano, a greve foi longo, mais de 100 dias, prejudicando o calendário letivo e os estudantes. A situação agora é a mesma.

Os servidores entendem que seus direitos estão consolidados porque foram negociados com o próprio governo. O que eles querem agora é apenas que o governador cumpra o que foi decidido. As atividades de greve vão se concentrar no campus central da Uern, em Mossoró, nesta segunda-feira. A mobilização tem início às 7h, devendo se estender por todo o dia.