Administrador diocesano de Cajazeiras/PB, Monsenhor Agripino Ferreira - Foto: Sidney Silva
Administrador diocesano de Cajazeiras/PB, Monsenhor Agripino Ferreira – Foto: Sidney Silva

O administrador diocesano de Cajazeiras/PB, Monsenhor Agripino Ferreira, que recebeu as pessoas e instituições que compõem a Caravana das Águas, disse que a cidade e outras da vizinhança devem entrar dificuldade hídrica até o final do mês de agosto ou setembro, caso a transposição não chegue em tempo como está sendo anunciado pelo Governo Federal.

“As chuvas caídas aqui este ano não foram suficientes. O único açude que nos abastece está com menos de 14% do seu volume máximo e na região não tem outro reservatório pra suprir essa necessidade”.

A passagem da Caravana por Cajazeiras e outras cidades do Sertão da Paraíba, teve a dimensão de esperança e de cobrança, pelo menos foi dessa forma que enxergou o Monsenhor Agripino.

“Nós entendemos esse momento da chegada da Caravana como de busca pela sensibilização e de solução das águas que tanto nós precisamos. Paraíba não vive sem água e muito menos o Rio Grande do Norte”, disse.

Os participantes da caravana participaram de celebração na Igreja de Nossa Senhora da Piedade em Cajazeiras - Foto: Sidney Silva
Os participantes da caravana participaram de celebração na Igreja de Nossa Senhora da Piedade em Cajazeiras – Foto: Sidney Silva

A Barragem Engenheiro Ávidos, foi concluída em 1936 e passou por reformas em 1977. A estrutura receberá água do Rio São Francisco por meio do Eixo Norte do projeto de Integração das Bacias.

Com capacidade para acumular até 225 milhões de metros cúbicos, a barragem atende aos municípios de Cajazeiras e Distrito de Engenheiro Ávidos, beneficiando 61,4 mil habitantes. Além disso a obra oferece suporte hídrico para o Açude São Gonçalo, para atender ao Perímetro Irrigado e controlar as cheias do Rio Piranhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top