PF combate organização criminosa suspeita de atacar bancos em 4 estados

PF combate organização criminosa suspeita de atacar bancos em 4 estados

A Delegacia da Policia Federal em Mossoró/RN deflagrou hoje (27/9), a Operação Andarilho II, com o objetivo de combater uma Organização Criminosa especializada em roubar ou praticar furtos, mediante arrombamentos com uso de explosivos, contra instituições bancárias no Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba e Ceará.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nos estados do CE e PB e outros cinco mandados de prisão preventiva no CE (3), PB (1) e PA (1).

As investigações tiveram início há um ano, a partir do levantamento dos furtos praticados nos meses de novembro de 2016 e março de 2017, respectivamente, contra as agências do Banco do Brasil das cidades de Patu/RN e Icapuí/CE, e ainda, na tentativa de furto ocorrida em abril deste ano, quando seria utilizada uma grande quantidade de explosivos contra as agências do Banco do Brasil e Bradesco, além de caixas eletrônicos instalados na prefeitura do município de Jaguaruana/CE. Naquela oportunidade, seis suspeitos morreram e outros seis foram presos durante um confronto com policiais do Comando Tático Rural-COTAR/CHOQUE da PM/CE.

Ainda no decorrer das investigações e, contando com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, também no mês de abril de 2017, mais um acusado foi preso, outro morreu e cinco fuzis foram apreendidos após uma perseguição e troca de tiros na rodovia RN-180, proximidades do município de Ipanguaçu/RN.



Delegado diz que Nego de Laura era quem detonava os explosivos nas agências atacadas

Nego de Laura era o explosivista da quadrilha, ou seja, preparava e detonava as dinamites nas agências atacadas

O delegado da Polícia Civil da Regional de Patu/RN, está dando andamento ao inquérito que apura as ações de uma quadrilha especializada em roubo de bancos que atua nos estados do RN e Paraíba. Depois da investida a uma agência bancária em Brejo do Cruz/PB, o bando fugiu em direção a região Oeste do Rio Grande do Norte. No domingo, no início da tarde, eles se confrontaram com policiais militares e 4 deles morreram enquanto os demais fugiram. Na segunda, um novo confronto deixou mais membro do grupo morto. Pelo menos 3 foram presos. Um deles, é, Francisco Jales da Silva, o “Nego de Laura”, que estava escondido em uma casa em Janduís.

O delegado Sandro Regis, disse ao Blog Sidney Silva, que ele (Nego de Laura) tinha uma função muito específica na quadrilha. “O seu trabalho era o de explosivista, ou seja, a pessoa que preparava e detonava os explosivos, as dinamites. O Nego de Laura, faz o trabalho e sai do local, da agência. No domingo, quando a quadrilha estava em fuga, ele não os acompanhou até a fazenda Grossos aonde houve o confronto. De acordo com informações que a Polícia obteve, ele seguiu para Janduis e lá tentou se homiziar na casa de conhecidos, mas, estes lhe negaram o pedido“, disse.

Também foram detidos, o taxista mossoroense, Diego Edicleilton Marcelino de Castro e e Kleilton Alves da Silva, que estava foragido do Presidio Mario Negócio, em Mossoró, onde cumpria pena por Latrocínio.

O taxista foi preso durante na BR 226, próximo ao Sítio Boa Vista, no município de Campo Grande. Ele estava dando fuga a Kleiton Alves.

Diego Diego Edicleilton Marcelino (de camisa azul) e Kleilton Alves (de camisa amarela) foram presos


Deicor prende suspeito de integrar grupo criminoso que realiza arrombamentos a caixas eletrônicos

Antônio Ricardo foi preso pela Deicor

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) prenderam, nesta sexta-feira (04), em Parnamirim, Antônio Ricardo Neto, 22 anos, suspeito de ser o motorista que abandonou um veículo com materiais para arrombamento no último dia 07 de julho em Natal.

O automóvel modelo Pajero TR4 foi encontrado com uma marreta de ferro, um alicate de pressão, pés de cabra, barras de ferro e grampos, na margem da BR 101, próximo a Estátua do Pórtico dos Reis Magos, Zona Sul de Natal.

Através de imagens de câmera de segurança, a Deicor chegou a Antônio, que é suspeito de integrar um grupo criminoso que realiza arrombamentos a caixa eletrônicos, sendo o preso, o responsável por conseguir automóveis para as ações criminosas. Durante a prisão, a polícia apreendeu maconha na residência de Antônio.

Material apreendido na ação da Deicor


Segundo Polícia, caicoense “Rambo” é líder de grupo que assalta bancos e carros-fortes

Rivanildo Pereira de Medeiros, o “Rambo”, é apontado pela Polícia como líder de grupo que assalta bancos e carros-fortes

O Jornal Tribuna do Norte deste domingo (09), trouxe matéria falando sobre os roubos aos carros-fortes registrados este ano no Rio Grande do Norte e cita o nome de um caicoense como sendo um dos líderes de pelo menos 4 grupos criminosos que agem com essa prática no estado. Trata-se de Rivanildo Pereira de Medeiros, o “Rambo”, que é foragido do sistema penitenciário potiguar, pela enésima vez.

As informações divulgadas na Tribuna foram repassadas pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado – Deicor, inclusive, ele (Rambo), e outro foragido identificado como Wênio Rodrigues de Melo, o “Bilu”, são suspeitos de assaltos às agências bancárias de Monte Alegre/RN, recentemente.

Os dois, segundo informa a reportagem, fazem parte de grupo criminoso com alto poder bélico e articulados com assaltantes de outros estados.

A Polícia Civil, de acordo com o jornal, informa que existem pelo menos 4 grupos agindo contra carros-fortes no estado. Os ladrões usam armas de grosso calibre como fuzil de calibre ponto 50 que é forte o bastante para neutralizar aeronaves e destruir carros blindados. A arma, para chegar ao Rio Grande do Norte, percorre um longo caminho. Sai do Paraguai, passa por São Paulo e, de lá, sobe para o estado potiguar camuflada em cargas. Do Paraguai ao Rio Grande do Norte, segundo apuração da Deicor/RN, a operação custa cerca de R$ 250 mil.

*Leia a notícia da Tribuna do Norte aqui



PF desarticula quadrilha suspeita de roubos contra os Correios e explosões de caixas eletrônicos no RN

Assaltantes troca tiros com vigilante de agência

Policiais Federais da Superintendência Regional de Natal e da Delegacia de Mossoró concluíram nesta terça-feira (23/5), a Operação Oriente, deflagrada no último final de semana visando desarticular uma quadrilha suspeita de praticar diversos roubos contra agências dos Correios e, também, explosões de caixas eletrônicos em cidades do interior do Rio Grande do Norte e do Ceará.

Ao longo da operação, a PF conseguiu capturar sete pessoas, a maioria delas em São Gonçalo do Amarante e Parnamirim, região metropolitana de Natal, e apreendeu um menor que fazia parte do bando, o qual agia como “olheiro” ou seja, entrava nas agências sem levantar suspeitas, observava o movimento e depois repassava as informações para que o restante do bando pudesse agir.

Entre os detidos estão quatro acusados da tentativa de assalto ocorrida em 29.03.2017 contra a agência dos Correios de Jandaíra/RN. Naquele dia, dois deles adentraram inicialmente na agência, se passando por clientes. Pouco minutos depois, saíram e outros dois comparsas tentaram passar pela porta giratória, porém, o vigilante percebeu a ação e correu para o interior da agência. Houve troca de tiros com um dos acusados que estava armado com uma pistola. Os homens fugiram sem nada levar.

A investigação visando identificar e prender os membros dessa quadrilha teve prosseguimento no dia de hoje com a detenção na cidade de Mossoró de um suspeito de ter participado em 08.03.2017 de um furto, mediante o uso de explosivo, contra a agência do Banco do Brasil da cidade de Icapuí/CE.

Com as provas colhidas durante o cumprimento dos mandados judiciais e, ainda, após o interrogatório dos presos, surgiram indícios da participação de alguns deles em outras ocorrências criminosas, como no ataque ocorrido contra as agências do Bradesco e do Banco do Brasil da cidade de Jaguaruana/CE, que foi sitiada em 01.04.2017 por uma quadrilha calculada em mais de 20 homens fortemente armados, ocasião em que houve enfrentamento e na troca de tiros com a Polícia Federal, Polícia Civil (RN) e PM/RN, resultou na morte de seis assaltantes e na prisão de outros cinco.

Os acusados presos na Operação Oriente estão custodiados no Sistema Penitenciário do RN onde permanecem à disposição da Justiça. Já o menor, foi encaminhado à Delegacia Especializada de Atendimento ao Adolescente Infrator (DEA).



Investigado por roubar bancos no RN é preso em Recife com material para quase 400 explosões

Carlos Doberto Cabral Silva foi preso em Recife

Carlos Doberto Cabral Silva, conhecido como “Playboy”, investigado pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), foi preso em Recife com material suficiente para ser usado em aproximadamente 400 explosões. Ele é investigado por ter participado de roubos e explosões em agências bancárias no Rio Grande do Norte. No ano de 2014, ele foi preso com R$ 131 mil roubados do Banco do Brasil, localizado à avenida Roberto Freire.

Na última quarta-feira (17), a Deicor recebeu a informação de que Carlos Doberto tinha sido preso em flagrante pela Polícia Militar pernambucana com dois carros roubados que estavam com placas adulteradas e com veículo blindado. No momento da prisão, ele usava uma identidade falsa com o nome de Rômulo da Silva Miranda. Diante da prisão, uma equipe da Deicor foi até Recife, na quinta-feira (16), e conseguiu localizar com apoio de policiais civis da Defur da Polícia Civil de Pernambuco, um espaço onde Carlos Doberto estava armazenando material que seria utilizado em explosões e roubos a bancos. Os policiais descobriram que ele tinha alugado um espaço em galpão de armazenamento, localizado no Bairro de Boa Viagem, para esconder todo o material criminoso.

No local, os policiais apreenderam, um fuzil calibre 556, que estava embalado; 343 espoletas; tubos de metalon; estopins; 40 cordéis detonantes; bloqueadores de sinal GPS e oxigênio.

De acordo com a Deicor, o material poderia ser usado em um curto espaço de tempo. Os objetos apreendidos em Recife passarão por uma perícia com o intuito de identificar a relação com outros crimes.

Roubo ao Banco do Brasil em Natal – No dia 05 de abril de 2014, uma ação da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur) recuperou R$ 131 mil dos R$ 200 mil que haviam sido roubados da agência do Banco do Brasil, localizada à avenida Engenheiro Roberto Freire, no bairro Ponta Negra, na zona Sul de Natal. O dinheiro estava com Carlos Doberto Cabral Silva, que foi preso na Vila de Ponta Negra. Com ele, os policiais também apreenderam uma identidade falsa, uma cédula falsificada no valor de R$ 100 e máquinas para confecção de cartões de crédito.



Cassinho é investigado por assaltos à bancos e lotérica no Rio

Policiais acreditam ser Cassinho na imagem; Ele teria praticado assalto em casa lotérica do Rio

A prisão de Cássio Augusto de Souza, o Cassinho de Bobó, de 26 anos, como também é conhecido, aconteceu em Itaguaí na Baixa Fluminense (Rio de Janeiro).

Os policiais que pertencem à 50ª DP que efetuaram sua prisão, disseram que ele já estava sendo investigado como suspeito de ter praticado um assalto à uma casa lotérica no dia 13 de fevereiro, em Itaguaí. Suas características foram reconhecidas pelas imagens das câmeras de segurança do prédio.

A prisão de Cassinho, se deu no centro da Cidade de Itaguaí. Ele estava na garupa de um mototaxista quando foi interceptado. Os policiais desconfiaram dele e resolveram abordá-lo. Logo, descobriram que existiam 6 mandados de prisão expedidos em seu desfavor no Nordeste.

Os policiais também investigam a possível participação do seridoense, em duas explosões de banco ocorridas na cidade de Belford Roxo, também na Baixada Fluminense e teriam ocorrido nos dias 26 de fevereiro e 7 de março. A agência atacada foi da Caixa Econômica Federal.



DEICOR PRENDE suspeito de assalto que rendeu R$ 60 milhões em Recife

Sandan foi preso pela Deicor no Rio Grande do Norte – (Foto: Divulgação: Polícia Civil/RN)

A Tribuna do Norte destaca que na ação de desfecho da Operação “Fogo Contra Fogo, a Polícia Civil do Rio Grande do Norte prendeu um bandido que pode ter participado de uma das maiores e mais violentas ações do “novo cangaço” na região Nordeste, ocorrida no estado de Pernambuco. Rodrigo Anderson Gomes de Souza, o Sadan, pode sim ter participação no roubo que rendeu aproximadamente R$ 60 milhões à quadrilha que atuou no dia 21 de fevereiro contra uma unidade da empresa de transporte de valores Brinks, em Recife.

Nessa ação, ao menos 20 bandidos atuaram diretamente, usando armas como fuzis ponto 50 e AK-47. Um dos veículos abandonados pelo bando, um Ford Ka, estava locado em nome de Sadan havia três meses. “É uma peça importante na investigação conduzida pela polícia de Pernambuco em busca da elucidação e prisão dos envolvidos, afirma o delegado-Geral de Polícia Civil do RN, Cleiton Pinho.

Continue lendo



Deicor desarticula organização criminosa e prende oito pessoas suspeitas de roubos a bancos

Rodrigo, Leandro, Maria de Fátima e Joyce
Rodrigo, Leandro, Maria de Fátima e Joyce

Uma investigação realizada pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) deflagrou, nesta quinta-feira (09), a última fase da Operação Fogo contra Fogo e prendeu oito pessoas suspeitas de roubar agências bancárias entre 2016 e 2017. As prisões foram realizadas através de investigações iniciadas há seis meses, quando homens fortemente armados tentaram roubar o dinheiro de um carro-forte que estava estacionado em um supermercado na Avenida Maria Lacerda, localizado no bairro Nova Parnamirim. As pessoas foram presas em cumprimento de mandados de prisão. Cinco pessoas estão sendo procuradas pela Polícia Civil.

Foram presos na Operação Fogo contra Fogo: Rodrigo Anderson Gomes de Souza, vulgo “Sadan”; Leandro da Silva Oliveira; Maria de Fátima Nazaré Conceição, vulgo Neném; Joyce Carolina Andrade Barbosa; Laurêncio Francisco da Silva, vulgo “véio” ou “olhos azuis”; Wenio Rodrigues de Melo, conhecido como “Bilú”; Rivanildo Pereira de Medeiros, vulgo “Rambo”, natural da cidade de Caicó; e George Michael da Silva Besa. Do grupo, quatro foram presos nesta quinta-feira (09), sendo eles Rodrigo, Leandro, Maria de Fátima e Joyce, e os demais estavam no sistema prisional.

Trio foi apontado como líder do bando – (Fotos: Divulgação: Degepol/RN)

O grupo era composto, em sua maioria, por foragidos da Justiça e integrantes de facções criminosas e funcionava de forma articulada, sendo suspeito pelo cometimento de diversos roubos a agências bancárias no Rio Grande do Norte e em outros estados. Os integrantes que lideravam a quadrilha eram o caicoense, Rivanildo, integrante da facção Sindicato do RN, Paulo Eduardo de Oliveira, conhecido como “Pajé”, integrante da mesma facção criminosa de Rambo e morto em confronto com a polícia, tendo ele grande poder de liderança no crime no bairro de Mãe Luiza, e Adriano da Conceição, também morto em enfrentamento com policiais.

Segundo o delegado geral da Polícia Civil do RN, Claiton Pinho, as ações da operação Fogo contra Fogo são resultados de investigações integradas entre a Deicor e vários órgãos de forças policiais de diversos estados, através da constante troca de informações. “Hoje, conseguimos, através dessa operação, prender diversos foragidos da Justiça que participavam de várias células as quais praticavam ações criminosas não só no Rio Grande do Norte, como também em vários estados. Policiais da Deicor têm trabalhado intensamente para desarticular quadrilhas que vêm realizando assaltos a instituições bancárias e com os resultados de hoje conseguimos enfraquecer essas organizações criminosas, apreendendo uma grande quantidade de armamento, explosivos e veículos roubados”, detalha o delegado geral, Claiton Pinho.



Potiguar preso em São João do Sabugi em 2016 morre em confronto com a PM de Pernambuco

Polícia prendeu três dos envolvidos na ação contra os bancos em Cabo de Santo Agostinho no Pernambuco – (Foto: Divulgação: PM/PE)

Da Folha PE – Pelo menos três assaltantes foram presos e dois morreram ao trocar tiros com a polícia na manhã desta quinta-feira (2) após uma investida contra bancos no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Um dos mortos, foi identificado como José Ivanilson Dias Gomes, de 33 anos, que foi preso em fevereiro de 2016, na cidade de São João do Sabugi/RN, por policiais da Deicor e GTO de Parelhas.

José Ivanilson foi preso em São João do Sabugi em 2016
José Ivanilson foi preso em São João do Sabugi em 2016 e pode ter sido morto no confronto com a Polícia em Pernambucana

De acordo com informações iniciais, o grupo atirou contra os policiais que estavam no helicóptero da Secretaria de Defesa Social (SDS). Eles estavam em um assentamento em Moreno/RN quando foram alcançados pelos policiais.

Durante a madrugada eles chegaram a invadir uma residência e fazer reféns durante uma investiga contra a agência do banco Itaú da cidade. Um mototaxista que passava pelo local e se recusou a parar foi baleado na perna.

Para dificultar a ação da polícia, os assaltantes chegaram a deixar um ônibus atravessado na antiga BR-101, paralela a Avenida Getúlio Vargas, onde ficam as agências. As agências do Itaú, Banco do Brasil e Caixa Econômica amanheceram com as vidraças quebradas. Em frente ao banco Itaú, foram encontrados blocos que podem ser explosivos.



Bancos reabrem somente na quarta-feira de cinzas ao meio dia

As agências bancárias ficarão fechadas na segunda (27) e na terça-feira (28) devido ao carnaval. Na Quarta-Feira de Cinzas (1º), os bancos abrirão ao meio-dia.

Os caixas eletrônicos funcionam normalmente e podem ser usados pela população para saques, depósitos e pagamento de contas. Os pagamentos também podem ser agendados pelos canais de atendimento, internet banking e caixas eletrônicos.

Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as contas de consumo (água, energia e telefone) e carnês que vencerem nos dias 27 ou 28 poderão ser pagas sem juros ou multas na quarta-feira (1º). Em caso de cobranças de tributos estaduais e municipais, a Febraban recomenda que o pagamento seja antecipado.



Após ação contra bancos em Serra Negra, bandidos deixaram carro queimando em estrada

Sobre a ação criminosa registrada na madrugada de sábado na cidade de Serra Negra do Norte/RN, o Blog Sidney Silva, apurou ainda que foram cerca de 20 homens fortemente armados que participaram.

O grupo se dividiu entre as duas agências e o prédio da Polícia. Lá, eles atiraram para impedir a saída de policiais enquanto os demais explodiam os bancos. As duas agências foram atacadas de forma simultânea.

Na fuga, os bandidos seguiram pela zona rural em direção a cidade de São Bento na Paraíba. Na estrada carroçável, na altura do sítio Lucas, eles atearam fogo em um veículo Onix de cor vermelha, para impedir a passagem da polícia.

As duas agências já haviam sofrido ataques em anos passados.