Barragem Passagem das Traíras atinge 2,7% neste domingo (15)

Barragem Passagem das Traíras neste domingo (15), com 2,7%

A Barragem Passagem das Traíras está atualmente (domingo, 15 de abril de 2018), com 1 milhão, 429 mil e 091 metros cúbicos de água, o equivalente a 2,87% de sua capacidade total que é 49.702.394,00 m3.

De acordo com informações da Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, que administra o reservatório, neste ano de 2018, ele já tomou 5 metros e 13 centímetros de água em sua bacia.







Barragem Passagem das Traíras toma 2 metros e 50 centímetros de água

Barragem Passagem das Traíras recebe água com chuvas dos últimos dias – (Foto: Sidney Silva)

A Barragem Passagem das Traíras, em São José do Seridó, voltou a receber água em sua bacia. A informação confirmada pelo Blog com moradores da localidade, dá conta que até às 10hs da manhã desta terça-feira (10), o reservatório tomou 2 metros e 50 centímetros de água. Ele estava completamente seco.

As chuvas registradas nos últimos dias na região de Jardim do Seridó e Parelhas, possibilitaram a retomada d’água da Passagem das Traíras.

O açude quando está cheio acumula, 49 milhões, 702 mil e 393 metros cúbicos de água.






Passagem das Traíras e Oiticica também estiveram na pauta de reunião em Brasília

PASSAGEM DAS TRAÍRAS – Também entrou na pauta, a obra de recuperação da barragem Passagem das Traíras no Município de Jardim do Seridó. O governador solicitou recursos para a obra no reservatório, cuja capacidade de armazenamento é de aproximadamente 50 milhões de metros cúbicos. O secretário adjunto de Recursos Hídricos, Mairton França, explicou que é prudente que os reparos aconteçam agora enquanto ele está completamente seco. A obra total está orçada em R$ 3,1 milhões e beneficiará cerca de 62 mil pessoas.

OITICA – O aditivo no orçamento da Barragem de Oiticica voltou à discussão. Já havia sido solicitada pela Secretaria de Recursos Hídricos uma diferença de R$ 104 milhões, que contempla a construção da Nova Barra de Santana, as indenizações aos moradores das áreas que serão inundadas, a construção de uma nova tomada de água para que o reservatório receba as águas do Rio são Francisco e a realização de estudos técnicos.

O ministro nos informou que estas ações dependem de orçamento, e é preciso ver de onde pode remanejar, para que este aditivo se viabilize. O encontro foi muito positivo e mostrou que as equipes técnicas estão trabalhando de forma sinérgica. Defesa Civil, Semarh e o Ministério da Integração estão falando a mesma língua”, avaliou o adjunto da Semarh, Mairton França.

Também acompanharam o encontro, o coordenador da Defesa Civil do RN, Coronel Elizeu Lisboa Dantas, o secretário Nacional de proteção e Defesa Civil, Coronel Renato Newton, o Secretário de Infraestrutura Hídrica do MI, Antônio de Pádua, e o assessor técnico da defesa civil (RN), Marcus Morais.