Projeto de cinema itinerante que usa energia solar chaga ao RN

Um projeto de cinema itinerante que exibe filmes utilizando energia solar chega pela primeira vez ao Rio Grande do Norte. Além de sessões gratuitas, o ‘Cinesolar’ vai oferecer oficinas de cinema em João Câmara e São Miguel do Gostoso, hoje e amanhã.

Além das exibições de filmes de curta e longa-metragem, serão oferecidas oficinas de cinema para estudantes das escolas da região e apresentação de grupo folclórico.

Durante as sessões de cinema acontece também a Eco Estúdio Solar, que é uma exposição tecnológica sustentável, com apresentação da van chamada de ‘Cinesolar Tupã’.

Nos dois municípios, a programação de filmes terá início a partir às 18hs com apresentação do filme “O Milagre de Santa Luzia”.

O projeto é realizado pela Brazucah Produções, Ministério da Cultura e Governo Federal.



Câmara de Caicó discute sobre implantação de energia solar em Caicó

A Câmara de Vereadores de Caicó realizou na noite desta quinta-feira (11) uma sessão pública para tratar sobre a implantação de energia solar em Caicó. Proposta pelo vereador José Rangel, o evento reuniu secretários do município, Vereadores, representantes do Sebrae, IFRN, Banco do Nordeste, Senai e outros setores.

A explanação sobre o projeto ficou por conta do senhor Rogério Marcos que explicou como funciona passo a passo a geração de energia fotovoltaica produzida através da absorção da luz solar, além de pontos técnicos ligados a durabilidade do equipamento, investimento, sem esquecer também da questão ambiental.

O gerente de negócios do Banco do Nordeste, Bruno Rangel, falou da carteira de crédito aberta para o investimento que apresenta prazo de pagamento de 12 anos, com carência de 6 meses até um ano para começar a pagar.

Continue lendo



Câmara fará audiência pública para discutir viabilidade de energia solar para Caicó

Vereador José Rangel propôs a audiência pública para tratar da viabilidade de implantar energia solar em Caicó

A câmara de Vereadores de Caicó realizará na próxima quinta-feira (11), a partir das 19h uma importante audiência pública para tratar da viabilidade da implantação de energia solar nos prédios públicos e em residências do município. De autoria do vereador José Rangel o projeto de energia solar é pioneiro no Brasil e só trará benefícios para a gestão que irá economizar e consequentemente gerar importantes ganhos ambientais.

Rangel explicou que um dos pontos debatidos sobre a energia solar é o custo da matéria-prima, mas a alternativa não pode ser vista como uma despesa e sim como investimento, já que estará preservando acima de tudo a água que é de suma importância para a região.

Além dos benefícios já citados, há relevantes ganhos, como a redução dos gastos na conta de luz , a descentralização na geração de energia, entre outros, em que sistemas caseiros não concorrem com equipamentos industrializados.