Motorista embriagado atropela e mata idoso em Currais Novos, diz PRF

Carro que era ocupado pelo médico

Um médico que dirigia embriagado atropelou e matou um idoso na BR-226, em Currais Novos, na madrugada de sábado (25). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o teste do bafômetro comprovou que ele estava embriagado.

O atropelamento aconteceu no KM 174 da Br-226, no perímetro urbano, por volta das 4h30. De acordo com a PRF, o idoso caminhava no acostamento quando foi atropelado. A identidade do idoso de 64 anos que morreu no acidente não foi informada.

O motorista do carro tem 29 anos e trabalha no Hospital Regional de Currais Novos. Ele ficou ferido, foi levado para o hospital e está detido.


Idoso que morreu em Caicó “testou negativo” para Coronavírus

Na noite deste sábado (04), saiu o resultado do exame feito no idoso que morreu esta semana com sintomas supeitos de Coronavírus. Ele não tinha a doença.

O idoso de 77 anos, estava internado em isolamento no Hospital Regional do Seridó em Caicó e morreu na quinta-feira (02).

De acordo com informações de familiares, ele tinha tubercule e outros problemas pulmonares.


Liminar determina afastamento de filho de idoso do lar por não cumprir medidas de prevenção ao Covid-19

O juiz Osvaldo Cândido de Lima Júnior, em processo da Vara Única da comarca de Luiz Gomes, atendeu ao pedido de um idoso de 92 anos de idade e concedeu liminar para que o filho fosse afastado do lar, por ele não observar as medidas de prevenção exigidas com a atual pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

O autor afirma que o Ministério da Saúde adotou medidas de isolamento domiciliar, como forma de evitar a disseminação do vírus, e que essa medida foi seguida pelo Município de José da Penha, domicílio do requerente. Acrescentou que apesar disso, seu filho se nega a obedecer ao distanciamento social determinado, permanecendo a realizar suas atividades habituais, impondo risco de contaminação ao pai.


Caicó: Escavadeira foi usada nas buscas por idoso em galeria

Escavadeira foi usada nas buscas por idoso em galeria

Equipes do Corpo de Bombeiros de Caicó realizaram nesta segunda-feira (01), buscas dentro da galeria localizada no Bairro Paraíba pelo corpo do idoso Geovacy Pereira Araújo, de 68 anos, que foi visto na semana passada sendo carregado pelas água.

Depois entrar na galeria, os bombeiros pedido o apoio da Prefeitura que cedeu uma retroescavadeira para abrir o calçamento e parte da Praça Dom José Delgado pois a galeria passa em baixo, mas, não obtiveram sucesso.

O comandante do Grupamento de Bombeiro de Caicó, Capitão Lima Verde, disse que a partir dessa terça-feira, as buscas irão se concentrar no leito do rio Barra Nova.


Acari: MPRN descobre que casamento de idoso de 92 anos com mulher de 58 era fraude

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da Promotoria de Justiça de Acari, impugnou a realização do casamento de um idoso de 92 anos com sua cuidadora, de 58. A avançada idade do noivo e a profissão da noiva levantou desconfianças no promotor, que resolveu investigar o caso. Todos os processos de habilitação de casamento passam pela aprovação do promotor antes de serem celebrados.

Ministério Público de Acari descobre casamento por interesse mulher e idoso de 92 anos

Para embasar sua manifestação, o promotor de Justiça Sílvio Brito, titular da comarca de Acari, determinou que o servidor da promotoria realizasse algumas diligências, no sentido de confirmar se o casamento proposto pelo suposto casal correspondia à realidade dos fatos ou se se tratava de alguma simulação, com vistas a obter algum proveito indevido. De acordo com a apuração, os dois não mantêm nenhum tipo de relacionamento amoroso ou propósito de constituir família, e o casamento de ambos visava, segundo o idoso, regularizar a situação trabalhista da sua cuidadora, que passaria a ser sua esposa no papel.

Com base nos depoimentos, o MPRN verificou que o processo de habilitação para casamento não passava de uma sucessão de atos jurídicos simulados, que visavam conferir à mulher a condição de esposa do idoso, com todos os direitos inerentes a essa condição, em especial a de beneficiária de eventual pensão por morte, quando do falecimento do idoso.

A fraude detectada no procedimento de habilitação de casamento não chega a ser uma novidade. Simulações como essa são relativamente comuns no Brasil. Idosos de avançada idade costumam contrair matrimônio ou adotar crianças de tenra idade com o único objetivo de lhes deixar uma pensão vitalícia.

Para o MPRN, faz-se necessário voltar especial atenção quando da análise de requerimentos dessa natureza, tendo em vista que os casamentos simulados, praticados com objetivo totalmente diverso da finalidade matrimonial típica, têm se tornado prática comum no Brasil, e constituem, além de uma violação a lei Civil, uma verdadeira fraude aos institutos de previdência, com considerável prejuízo aos cofres públicos.