Após assembleia, delegados do RN decidem manter mobilização

Delegados decidem manter mobilização

Em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira, 14, os delegados da Polícia Civil decidiram manter a mobilização que iniciaram esta semana e permanecem sem ir a locais de crime fora do horário convencional de trabalho. Ou seja, homicídios ocorridos na parte da noite ou nos finais de semana não terão a presença de delegados nos locais para as primeiras perícias, o que antes ocorria de forma voluntária, com os delegados recebendo diárias operacionais.

Também por causa do movimento, em somente três cidades estarão sendo feitas lavraturas de flagrantes: Natal, Mossoró e Caicó. Os demais 164 municípios ficarão sem delegados para atender as ocorrências durante este final de semana.

Os delegados reivindicam a realização do concurso público para a Polícia Civil, a implantação das promoções atrasadas e a reestruturação da carreira. Na última quarta-feira, 13, eles voltaram a se reunir com uma equipe do governo do estado, mas não houve avanço nas negociações.

*Agora RN


Governador vai a Parelhas dar apoio à manutenção dos empregos nas oficinas de costura

Governador vai a Parelhas dar apoio à manutenção dos empregos nas oficinas de costura

O governador Robinson Faria participou, em Parelhas, de uma audiência pública em defesa das pequenas indústrias têxteis. O encontro teve como objetivo discutir soluções e oferecer apoio do Governo para vencer as dificuldades que esse setor vem enfrentando atualmente. Situação agravada após decisão do Ministério Público do Trabalho, que entendeu ser a Fábrica Guararapes, e não as facções, a responsável pela contratação dos profissionais de costura terceirizados.

A mobilização reuniu políticos, empresários e trabalhadores, na manhã de sábado, 23.

Estou aqui como governador para apoiar as facções e defender os empregos que esta atividade representa no interior do nosso estado”, destacou Robinson, realçando ainda que a situação econômica é bastante delicada. “Não podemos esquecer que estamos no sétimo ano seguido de seca, o que praticamente dizimou as atividades do setor primário“.

O principal impacto negativo, caso as facções de costura parem de funcionar, será o fechamento de quase três mil vagas de emprego, espalhadas por todo o interior do estado, mas concentrados principalmente no Seridó.

O prefeito Alexandre Dantas destacou o importante papel social do Pró-Sertão, programa que implementou as oficinas de costura no interior. “Muitas pessoas viram no programa seu primeiro emprego. Outras saíram do Bolsa Família. E só em capacitação, aqui foram mais de 3 mil beneficiados”.

Mais ações

Durante discurso o governador ainda anunciou outras ações no município de Parelhas. Entre elas, uma nova Central do Cidadão, um matadouro e a recuperação das estradas ligando Parelhas a Equador e a Jardim do Seridó.

Outro tema que não pode ser esquecido é a água. E o nosso Governo vai construir uma adutora interligando Parelhas, Equador e Jardim do Seridó”, acrescentou o governador.