Governo vai criar cadastro para que profissionais acompanhem de perto bebês

“O objetivo desta Instrução Operacional é sistematizar o cuidado integral dos bebês notificados com microcefalia e suas famílias - Foto: Divulgação
Crianças devem ser acompanhadas de perto – (Foto: Divulgação)

O último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde confirmou quase mil e 200 casos de microcefalia no Brasil. Devido a esse cenário, o MS divulgou, na última sexta, uma portaria que cria o Sistema de Registro de Atendimento às Crianças com Microcefalia.

A criação do registro tem o objetivo coletar dados para que profissionais de saúde possam acompanhar de perto as crianças diagnosticadas com microcefalia.

O texto ainda explica que a gestão do sistema será feita pela Secretaria de Atenção à Saúde.

A microcefalia pode ser causada pelo vírus Zika, que é transmitido pelo Aedes aegypti. O mosquito também é o responsável pela dengue e pela febre chikungunya.

Para saber mais sobre como se proteger do Aedes acesse: www.combateaedes.saude.gov.br