Mulher de Cabral se entrega à Justiça no Rio e fica presa

Do UOL/RIO – A advogada Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho (PMDB), se entregou à Justiça na tarde desta terça-feira (6).

O juiz da 7ª Vara Federal Criminal, Marcelo Bretas, decretou a prisão preventiva da ex-primeira-dama após pedido do Ministério Público Federal. Adriana chegou à sede da 7ª Vara, na zona portuária da capital fluminense, acompanhada de advogados.

Bretas aceitou a denúncia oferecida pelos procuradores e transformou em réus o casal e outros 11 acusados na Operação Calicute.

Segundo a decisão, o aprofundamento das investigações revelou que ela ocuparia “posição central na organização criminosa capitaneada por seu marido, Sérgio Cabral”, que está preso desde o dia 17 de novembro.

Mais cedo, a PF tentou cumprir o mandado de prisão preventiva no apartamento do casal, no Leblon, zona sul do Rio, e no escritório dela, no Centro da cidade.

Veja a notícia completa aqui