Polícia Civil orienta caicoenses a não usar camisas e bonés do ‘PVI’ e ‘JVT’

Camisa e Bones do PVI e JVT
Camisa e Bones do PVI e JVT foram apreendidos na semana passada em Caicó – (FOTOS: Divulgação)

A Polícia Civil está orientando a população caicoense a não utilizar as camisas e os bonés que foram apreendidos na semana passada (quinta-feira 23 de julho), com apologia ao crime de homicídio em poder de Ricardo da Costa da Silva. Caso algum cidadão seja flagrado fazendo uso deste material será preso e conduzido à Delegacia local para ser autuado em flagrante. O blog Sidney Silva teve acesso a uma nota da instituição confirmando as informações.

Na semana passada, a Polícia Militar, fez prisão de Ricardo Costa da Silva, suspeito de prática de crime previsto no artigo 287, do Código Penal Brasileiro, que recebe o título de Apologia ao Crime ou ao Criminoso, em razão de estar confeccionado e distribuindo camisas que fazem alusão à imagem do “Coringa” e da “Arlequina” conhecidos no submundo do crime como criminosos matadores de policiais, se referindo aos bairros Paulo VI e João  XXIII como OS COMPARSAS, no claro intuito de demonstrar a atuação criminosas de pessoas naqueles locais.

Conduzido à presença da Autoridade Policial na Delegacia de Polícia Civil em Caicó, Ricardo Costa da Silva, foi autuado em flagrante e todo o procedimento policial foi devidamente encaminhado à Justiça para que a legislação seja cumprida e respeitada O jovem é investigado pela polícia em razão de suas fortes ligações com organizações criminosas recentemente desbaratadas pela polícia.

A nota ainda diz que o Código Penal quando tipifica a conduta de fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime, objetiva tutelar a paz pública resguardando toda a coletividade.

O uso da camisa apreendida pela polícia é uma forma implícita de de exaltação de fatos criminosos e induzimento ao crime e uma afronta aos cidadãos caicoenses e aos moradores dos Bairros João XXIII e Paulo VI. A Sociedade clama por PAZ e por SEGURANÇA!

Um fato chama a atenção dos policiais. É que foram encontradas em ações policiais, fotografias de armas e munições que fazem referência aos PVI e ao JVT. No chão, montaram as duas siglas com balas de pistola.

Os policiais questionam sobre o fato. “Como não é apologia ao crime? Como é apenas referência aos bairros João XXIII e Paulo VI?”

Segundo Polícia Civil, armas e munições fotografadas fazem alusão aos grupos criminosos
Segundo Polícia Civil, armas e munições fotografadas fazem alusão aos grupos criminosos – (FOTO: Divulgação Polícia Civil)