Policial militar é morto durante troca de tiros com criminosos em Parnamirim

Do Portal BO – Um cabo da Polícia Militar foi morto durante uma troca de tiros, na tarde desta segunda-feira (26), no bairro Cohabinal, na cidade de Parnamirim, região metropolitana de Natal. A vítima estava de serviço em um ponto base próximo ao banco do Brasil quando criminosos assaltaram homen com malote que entrava na agência.

De acordo com o comandante do 3° Batalhão, o tenente Coronel Dimas Vicente, o PM estava em ponto base com a equipe dele quando visualizou cerca de quatro suspeitos armados abordando um homem no estacionamento da agência do Banco do Brasil, foi dada a voz e parar, mas os suspeitos responderam atirando. “Nós só vamos sossegar quando tivermos esses criminosos nas mãos”, disse.

O cabo Ivan ainda foi levado para o hospital Deoclécio Marquês, mas acabou não resistindo aos procedimentos preliminares da cirurgia. Todas as unidades do Batalhão, assim como guarnições da grande Natal estão empenhadas em localizar e prender os suspeitos que fugiram, segundo informações de testemunhas, em um veículo tipo HB20 de cor branca.

Nota de pesar emita pela Sesed

É com pesar e profunda consternação que o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), recebeu na tarde desta segunda-feira (26) a notícia do falecimento do policial militar Ivan Márcio da Costa Xavier.

O fato ocorreu nas proximidades do Banco do Brasil, no bairro Cohabinal, no município de Parnamirim, após ser surpreendido por bandidos e ser alvejado com um disparo de arma de fogo.

Toda estrutura da Sesed foi prontamente disponibilizada para apurar o ocorrido, identificar e prender os acusados. Neste momento, as Polícias Militar e Civil estão em diligências.

Lamentamos profundamente o falecimento do Cabo da PM Ivan. Que Deus conforte sua família e amigos. Todos os esforços estão sendo feitos para capturar os acusados”, declarou o secretário de Segurança, Caio Bezerra.

A Sesed conta com a população para oferecer informações sobre o caso, por meio do disque denúncia do órgão, o número 181.