Caraúbas: Prefeitura não deve efetuar despesas com Festa de São Sebastião

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou à Prefeitura de Caraúbas, cidade da região Oeste potiguar, que se abstenha de efetuar despesas com a contratação de eventos artísticos e culturais para a Festa de São Sebastião 2018. A festa do padroeiro da cidade será iniciada no dia 10 deste mês e se estende até o dia 20. A Prefeitura também não deverá contratar artistas, serviços de buffets, banheiros e montagens de estruturas para apresentações artísticas nesse período.

A recomendação da Promotoria de Justiça de Caraúbas leva em consideração o fato de Caraúbas ser um dos 153 municípios potiguares em situação de emergência devido à seca. “Tal situação é absolutamente incompatível com os gastos públicos a serem eventualmente realizados pela Prefeitura de Caraúbas com Festa de São Sebastião ou qualquer outra”, diz um trecho da recomendação.

Continue lendo



Caraúbas: Gaeco localiza condenado por homicídio que estava foragido desde 2009

O foragido da Justiça potiguar, Elailde Vieira de Souza, foi preso nesta terça-feira (12) na cidade de Garuva (SC). Ele foi condenado em 2009 a 14 anos de reclusão pelo crime de homicídio qualificado, em sentença proferida pelo Tribunal do Júri do município de Caraúbas. A prisão foi possível graças a informações repassadas ao Ministério Público do Rio Grande do Norte, por meio do Disque Denúncia 127 do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do MPRN (Gaeco).

O foragido estava residindo na cidade de Guaratuba (PR), onde trabalhou como comerciante e proprietário do “Bar do Ceará”. O Gaeco do RN encontrou fortes indícios de que o foragido estava mantendo movimentação entre as cidades de Guaratuba e Garuva, distantes 38 km, e acionou o Gaeco do Ministério Público do Paraná, que efetuou a captura e prisão do condenado.

Caso você saiba de alguma informação que possa levar à prisão de criminosos, colabore com as autoridades ligando para o Disque Denúncia do MPRN – 127. A identidade do informante será preservada.



Rede RN realiza encontros regionais em Assu, Caraúbas, Mossoró e Areia Branca

Rede RN realiza encontros regionais em Assu, Caraúbas, Mossoró e Areia Branca

Com o objetivo de fortalecer o partido e discutir as eleições do próximo ano, a Rede Sustentabilidade está realizando uma série de encontros em municípios do Rio Grande do Norte. Nos próximos dias 24 e 25, as reuniões serão realizadas em Assu, Caraúbas, Areia Branca e Mossoró.

De acordo com Freitas Júnior, porta voz estadual da REDE no RN, os encontros servirão para prospectar novos nomes como potenciais candidatos e fortalecer as ações do partido no estado. “Além disso, vamos tratar sobre a atuação da Rede em âmbito estadual, realizar novas filiações e discutir a conjuntura política atual, as reformas entre outros temas”, reforçou Freitas.

A primeira mobilização acontece no dia 24 de novembro, às 10h, no auditório da Carnaúba, em Assu. Ainda na mesma data, a Rede estará reunida no município de Caraúbas, a partir das 19h, na sede da ATOS. Já no dia 25, os encontros serão em Mossoró, às 9h, no Hotel Sabino Palace, e em Areia Branca, às 17h, no auditório do Sindicato dos Portuários.



Caso F. Gomes: Após confusão com informações, Gilson Neudo é solto no presídio de Caraúbas

O ex-pastor Gilson Neudo Soares do Amaral, foi posto em liberdade no final da manhã desta terça-feira (29). Ele estava detido preventivamente e atualmente no Cadeia Publica de Caraúbas, no Oeste do estado. A direção da unidade prisional confirmou a informação para o Blog Sidney Silva.

Sua prisão foi revogada pelo juiz Edilson Chaves de Freitas, da comarca de Pau dos Ferros/RN. A decisão foi proferida no dia 21 de agosto deste ano. O juiz atuou no processo da Operação Elefante Branco. No mesmo dia, a juíza da 1ª Vara Criminal da Comarca de Natal, Eliana Alves Marinho, manteve a prisão preventiva antes decretada pelo juiz criminal de Caicó, Luiz Cândido Villaça. A magistrada atuou no processo da morte do jornalista F. Gomes, em relação a Gilson que foi desaforado para Natal. Por causa disso, ele não poderia ter sido solto em Caraúbas. Por coincidência, as duas decisões foram proferidas no mesmo dia e ambas constavam nos processos que o réu responde.

O magistrado de Pau dos Ferros disse que se fazia necessária a expedição do alvará de liberdade para o réu por causa do tempo em que se encontrava preso. “Como já transcorreu prazo superior a três anos entre a decretação das prisões preventivas até o presente momento e tendo em vista que o processo ainda não está concluso para sentença, a revogação da prisão preventiva dos acusados que ainda se encontram presos é medida que se impõe“.

A juíza, Eliane Alves Marinho, destacou em sua decisão que não vislumbrava nenhum fato para alterar as razões que deram ensejo à decretação da preventiva do réu Gilson Neudo Soares do Amaral. Disse ainda que “a materialidade e os indícios de autoria estão configurados nos depoimentos prestados perante a autoridade judicial e ainda no laudo de exame cadavérico“. E acrescentou que “também está configurada a necessidade de se garantir a ordem pública, dado que o réu foi pronunciado por crime grave, homicídio triplamente qualificado, além do que responde a outros processos criminais“.



Polícia Civil apreendeu quase 90 munições e realizou prisões em Caraúbas

Armas apreendidas em Caraúbas pela Polícia

A Delegacia de Polícia Civil de Caraúbas apreendeu 87 munições, prendeu um foragido da Justiça e um suspeito pela prática de receptação nesta quarta (22) e quinta-feira (23). Na quarta-feira (22), uma ação coordenada pela DP de Caraúbas, com apoio da Delegacia Especializada em Furtos (Defur) e da Divisão de Polícia do Oeste (DIVPOE) apreendeu 87 munições e três armas de fogo, sendo uma pistola calibre 380, um revólver 38 e uma espingarda calibre 36.

As armas e munições estavam escondidas na casa de Paulo Rodolfo de Brito, 22 anos, que foi preso em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. O material apreendido foi encontrado em uma residência localizada no Sítio Riacho da Serra, na zona rural de Janduís.

Outras prisões – José Roberto Pereira, conhecido como “Roberto Pereira”, que estava foragido da Justiça, foi recapturado, na tarde de quinta-feira (23). Ele é acusado do latrocínio de “Luizinho irmão de João Maria”, crime ocorrido em 2011, perto da rodoviária de Caraúbas. De acordo com o delegado de Caraúbas, Erick Gomes, o crime também foi praticado Rita de Cássia Santos da Silva. Na tarde de quinta-feira (23), também foi preso em flagrante Fabrício Max Azevedo de Sousa Farias, 21 anos, pelo crime de receptação por manter um desmanche de motocicletas. Ele foi preso com motores desmontados.