Bolsonaro sanciona lei que amplia atuação da Codevasf

Presidente amplia atuação da Codevasf para outros estados

O presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto de lei que inclui bacias hidrográficas de vários estados na área de atuação da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf). Com isso, a estatal passar a atuar nas bacias hidrográficas dos rios Araguari (AP), Araguari (MG), Jequitinhonha, Mucuri e Pardo e as demais bacias hidrográficas e litorâneas dos Estados do Amapá, da Bahia, do Ceará, de Goiás, da Paraíba, de Pernambuco, do Piauí e do Rio Grande do Norte.

O projeto teve sua última aprovação no Congresso em meados de agosto e seguiu para a mesa do presidente, para sanção. A nova lei amplia a área de atuação da Codevasf. Segundo o governo, o objetivo é permitir a integração entre regiões hidrográficas, possibilitando o aproveitamento racional e a utilização dos recursos hídricos disponíveis. Ainda de acordo com o Palácio do Planalto, a medida promoverá ações preventivas e corretivas em face dos impactos ambientais.

Continue lendo

Governo Federal quer que Codevasf execute o Projeto Seridó

Secretário João Maria Cavalcanti, teve reunião sobre os projetos hídricos do RN

O Secretária Estadual de Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, João Maria Cavalcanti, disse nesta sexta-feira (04), em entrevista no programa Cidade Alerta, da Rádio Rural FM 102,7, que no encontro que teve com o Secretário do Ministério do Desenvolvimento Regional do Governo Federal, Sérgio Luiz Soares.

Um dos assuntos tratados foi o sobre o Projeto Seridó. O secretário insistiu em trazer ao RN a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para executar as obras. Ele disse que se o Governo do Estado não repasse o projeto para ser construído pela Codevasf, os recursos que está se tentando alocar, seriam transferidos para o ramal da Transposição do São Francisco do Agreste de Pernambuco.

Assista a entrevista:


Codevasf já tinha anunciado que população pagará por água do São Francisco

Ex-presidente da Codevasf confirmou que estados pagarão para usar água do São Francisco – (Foto: Sidney Silva)

A cobrança pela água Rio São Francisco nos estados aonde ela vai chegar, o Blog Sidney Silva, já tinha anunciado em 2016, quando acompanhou a caravana dos bispos do Regional Nordeste II, que foi ver in-loco o andamento das obras.

O que estão anunciando agora como “novidade”, o nosso site já tinha informado.

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba – Codevasf, é quem vai gerir o repasse das águas para os estados receptores, como Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte.

O então presidente da instituição, Felipe Mendes, disse à época que o Instituto de Gestão das Águas do RN – IGARN, receberá á água do São Francisco e entregará para à Caern. O órgão receptor vai fazer um monitoramento da quantidade de água que entra no estado para ter noção da cobrança junto a companhia distribuidora.

O pagamento desta água, será via conta, pelo usuário e nesta conta terá uma pequena parte correspondente a tarifa que cobre os custos do IGARN, das Operadoras estaduais e da Codevasf e o principal custo a ser pago é o de energia elétrica, então nós precisamos ter a cobertura dos custos pelo consumidor domiciliar e haverá também, se for o caso, os consumidores independentes, que são projetos de irrigação, ou grandes indústrias, que poderão em cada caso, autorizado pelos governos e pelas agências, ser também usuárias da água da transposição“, disse.

Os valores que serão cobrados com a chegada da água do São Francisco, não foram anunciados. O ex-presidente da Codevasf disse que a questão ainda iria ser debatida, avaliada.