Arleide Ótica topo
Categorias
Pesquisar

“É grave que a candidata não possa ter sido registrada”, diz Lula sobre eleição na Venezuela

Lula ao lado do presidente francês Emmanuel Macron / Foto: Ricardo Stuckert/PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, nesta quinta-feira 28, que é grave a candidata Corina Yoris do bloco opositor majoritário, Plataforma Unitária, não tenha conseguido se inscrever para a eleição na Venezuela.

A fala aconteceu durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto ao lado do presidente da França, Emmanuel Macron.

“Agora é grave que a candidata não possa ter sido registrada. Não foi proibida pela Justiça, me parece que ela se dirigiu até o lugar e tentou o computador do local e não conseguiu entrar”, afirmou Lula.

“Então, foi uma coisa que causou prejuízo a uma candidata, que por coincidência leva o mesmo nome da candidata que tinha sido proibida de ser candidata”, prosseguiu.

Na última terça-feira 26, o governo brasileiro manifestou que “acompanha com expectativa e preocupação” o desenrolar do processo eleitoral” venezuelano.

Yoris havia sido indicada como representante de María Corina Machado, que foi impedida de ocupar cargos públicos por 15 anos.

Macron concordou com a fala de Lula e disse que a maneira como o rito eleitoral está acontecendo no país não pode ser considerada democrática.

“Condenamos firmemente por terem tirado uma candidata muito boa desse processo e espero que seja possível ter um novo marco nos próximos dias e semanas. Não nos desesperemos, mas a situação é grave e piorou com a última decisão. Nós temos uma visão comum perfeita”, expressou o chefe de Estado francês.

Com informações da CNN Brasil

AgoraRN

Pesquisar
Categorias
WhatsApp
Canal YouTube