Arleide Ótica topo
Categorias
Pesquisar

PP desiste de Kátia Pires para apoiar pré-candidatura de Salatiel de Souza

pp

O Partido Progressistas (PP) desistiu de apoiar a pré-candidata Kátia Pires (União Brasil) à Prefeitura de Parnamirim nas eleições deste ano, passando a apoiar a pré-candidatura do comunicador Salatiel de Souza (PL), que recebeu o respaldo do atual prefeito da cidade, Rosano Taveira (Republicanos).

No início da semana, o presidente estadual do União Brasil, José Agripino Maia, afirmou que debateria o apoio integral da legenda à candidatura da vice-prefeita de Parnamirim, Kátia Pires, com o PP e com o PSDB, que até então estavam conversando para construir aliança em torno de um nome.

“Tudo ao seu tempo. A posição do partido União Brasil não será isolada, nem será uma posição minha. Será uma posição de um grupo de partidos que já haviam se reunido e que pretendem continuar se reunindo para, na hora certa, anunciar o posicionamento”, disse José Agripino, em entrevista ao AGORA RN.

No entanto, a decisão do PP, presidido no Estado pelo deputado federal João Maia, foi de partir para a base do grupo que defende a pré-candidatura de Salatiel a partir da indicação de Taveira e do filho, o deputado estadual Taveira Júnior. O PP ainda traz para o grupo uma nominata forte, com densidade eleitoral e é mais um grande partido a somar com a situação.

Vale relembrar que Agripino não foi convidado para o evento de filiação de Salatiel ao PL na última sexta-feira 22, mesmo Salatiel de Souza sendo apresentador da TV Tropical, de propriedade do ex-senador. O senador Rogério Marinho, presidente do PL no RN, fez uma exigência a Taveira para filiar o pré-candidato ao PL.

Apoio do PSDB

Conforme apurado pela reportagem, o União Brasil agora deve contar apenas com o PSDB para o projeto de Kátia Pires. Para José Agripino, ela é uma “forte concorrente” e possui “categoria, musculatura política e eleitoral para pleitear ser candidata, o que faz com que a legenda dê seu apoio integral à candidatura da vice-prefeita de Parnamirim”.

No entanto, ele destacou também que a decisão final sobre a pré-candidatura de Kátia Pires ainda levará tempo devido à necessidade de formação de alianças e avaliação das chances de vitória.

“A vice-prefeita Kátia, que é presidente do diretório municipal do União Brasil, tem todo o direito de pleitear ser candidata enquanto ela julgar conveniente e enquanto entender, como nós entendemos, que ela tem perspectiva de vitória”, afirmou o ex-senador, em entrevista à 98 FM.

O foco principal do partido é avaliar se a vice-prefeita é a opção mais viável e benéfica para o futuro político de Parnamirim. “Ela tem a cobertura e o nosso apoio, mas se vai ser candidata é uma decisão que demandará tempo”, disse.

AgoraRN

Pesquisar
Categorias
WhatsApp
Canal YouTube