Arleide Ótica topo
Categorias
Pesquisar

“Já lhe avisei, não trabalha, não estuda, não faz nada que eu não deixe”, disse médico preso por bater na esposa, na Paraíba

Médico que agrediu a esposa
Médico que agrediu a esposa

O médico Algacy Fernando Vieira de Lorena e Sá, que foi preso nesta quarta-feira (27) por espancar a esposa, no município de Piancó, interior da Paraíba, também a ameaçou de morte. “Eu mato você”, ameaçou ele em uma conversa via WhatsApp à qual o portal ClickPB teve acesso.

Além de agredir fisicamente, o médico impedia a mulher de trabalhar e de estudar, e quando ingeria bebida alcoólica, as ameaças e agressões se tornavam mais intensas.

Você é uma vadia, quer trabalhar fazendo provador pra os machos, pensa que sou idiota. Pense que você vai, te mato antes. Já te avisei que você não trabalha, não estuda estando casada comigo. Quer que faça pior do que já fiz pra você aprender?  Te dou 5 mil por mês pra você viver dedicada somente a mim, e assim vai continuar sendo. Deu pra entender?”, disse o médico em uma conversa com a esposa.

Em outro trecho, ele reforça: “E já lhe avisei não trabalha, não estuda, não faz nada que eu não deixe. entenda que eu te amo só faço isso pelo nosso bem. Perco a cabeça quando você fala em trabalhar…”.

Jamais imaginei passar por essa situação, ser exposta dessa maneira, como vítima de agressão. Hoje me sinto mais segura, com a justiça sendo feita, só quero que isso acabe logo, para que eu siga minha vida”, declara a estudante Danúbia Carla Rodrigues de Moura.

Mensagem captada no celular da vítima

Catolé News

Pesquisar
Categorias
Canal YouTube
WhatsApp