Projeto “Samuzinho” ensina noções de primeiros socorros a professores e estudantes da rede pública

Projeto Samuzinho é desenvolvido no Rio Grande do Norte

Projeto Samuzinho é desenvolvido no Rio Grande do Norte

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do Rio Grande do Norte (SAMU 192/RN) inicia, na próxima quarta-feira (27), o Projeto Samuzinho, que visa sensibilizar crianças e adolescentes, com idades entre 10 e 15 anos, sobre a importância do SAMU 192/RN para a população, além de desenvolver habilidades técnicas e comportamentais para atuação diante de situações urgentes, com a aplicação de técnicas de primeiros socorros. As atividades ocorrerão na sede do SAMU 192/RN, na BR 304.

O projeto-piloto contará com a participação de 50 estudantes e 10 professores da Escola Municipal José Arinaldo Alves, do município de Macaíba, e terá a parceira da Secretaria Municipal de Educação daquela cidade.

As atividades serão divididas em duas turmas, de forma que todos os alunos possam receber instruções teóricas e práticas de imobilização de mão e coluna cervical, reanimação cardiorrespiratória, atendimento a vítimas de choque elétrico e acidentes domésticos, entre outros. Cada turma participa em um turno, sendo a primeira das 8h às 11:30h e a segunda das 14h às 16:30h, com distribuição de kits e lanche para os participantes.

De acordo com o Coordenador Estadual do SAMU 192/RN, Dr. Cláudio Macedo, o objetivo do Samuzinho é “capacitar professores e alunos como primeiros respondentes em situações críticas e que exijam conhecimentos básicos para o socorro a vida, seja no meio familiar ou na comunidade. Além de promover a conscientização quanto à prevenção de acidentes de trânsito e domésticos”.

O projeto visa também minimizar o índice de falsas ligações (trotes) realizadas por crianças e adolescentes com idade escolar, ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, diminuindo o tempo de espera pelo atendimento e tornando a atividade mais eficaz no salvamento de vítimas reais.

Mais informações: Micheline Oliveira – 98717-6991 – Instrutora do Núcleo de Ensino Permanente (NEP) do SAMU 192/RN.

OSRN apresenta nova edição do projeto “Quartas Clássicas”

O projeto “Quartas Clássicas” apresentará neste mês de abril o segundo concerto da temporada 2016 da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte (OSRN), no Teatro Riachuelo, em Natal. Sob regência do maestro Linus Lerner, a apresentação contará com a participação dos solistas mexicanos Liliana Del Conde (soprano) e Gabriel Navarro (barítono) e do brasileiro Adriano Pinheiro (tenor), além de uma participação especial dos cantores locais Leciana Oliveira (soprano) Sibelle de Luna (contralto), Cesar Alves (tenor) e José Fernandez (barítono). No repertório escolhido para a noite, serão interpretadas arias, duetos, trios e coros de óperas, além de obras orquestrais mexicanas como “Conga del Fuego” e “Danzón No. 2”, de Arturo Marquez e canções populares como “Besame Mucho” e “Noche de Ronda”.

O espetáculo está marcado para a quarta-feira (27), a partir da 20h, com entrada gratuita mediante reserva prévia do primeiro lote de ingressos a partir desta quarta-feira (20), por meio do site da OSRN – www.orquestrasinfonicadorn.com.br – e retirada desses ingressos na Fundação José Augusto nos dias 25 e 26/04. O segundo lote estará disponível na bilheteria do teatro a partir das 12h do dia 27/04.

Dentre as novidades para a temporada 2016 do “Quartas Clássicas” está a campanha de arrecadação de livros que será contínua ao longo de todas as apresentações do ano. A ação visa ajudar a Fundação José Augusto (FJA), que está ampliando o acervo das bibliotecas nas Casas de Cultura do Estado, e receberá as doações de livros literários. Ao retirar o ingresso na FJA, o voluntário poderá doar um exemplar que irá compor esse novo acervo literário. É uma ação opcional e voluntária, mas muito importante para a ampliação do acervo das bibliotecas das Casas de Cultura do RN.

O projeto “Quartas Clássicas” conta com patrocínio do Cemitério e Crematório Morada da Paz, da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), por meio da Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado, e da Unimed Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão da Prefeitura Municipal de Natal, além de apoio do Teatro Riachuelo. A realização do projeto é da Fundação José Augusto.

Kelps defende isenção de ICMS para PMs na compra de armas

Kelps defende isenção de ICMS para PMs na compra de armas

Kelps defende isenção de ICMS para PMs na compra de armas

Kelps defende isenção de ICMS para PMs na compra de armas – (FOTO: Eduardo Maia)

O deputado estadual Kelps Lima (SDD) registrou a apresentação de projeto de lei de sua autoria que permite ao Estado conceder isenção de ICMS aos policiais do Rio Grande do Norte, inclusive aposentados, que queiram comprar arma de fogo para utilização em atividades de segurança da sociedade civil.

Nossa intenção é contribuir de forma prática para a segurança do Estado, sem incentivar o armamento da população civil”, explica o deputado. Kelps Lima explicou que a isenção se aplica a apenas duas armas por policial, sendo que a segunda só pode ser comprada sem impostos caso a primeira arma tenha sido perdida.

O deputado Nélter Queiroz (PMDB) fez aparte destacando que os policiais militares do RN também enfrentam dificuldades para adquirir munição. “A burocracia é muito grande e muitas vezes falta para o próprio Estado”, disse. Antes de Kelps, o parlamentar já havia protocolado projeto com proposta semelhante. “Vamos unificar nossas ideias”, sugeriu Kelps.

O parlamentar justifica que os policias do Rio Grande do Norte são os principais consumidores de armas de fogo no Estado. A função os obriga a possuir o artefato. “Caso hesitem em agir em uma ocorrência de insegurança na rua, mesmo em dias de folga, policiais estão sujeitos a responder por prevaricação. Por isso, eles devem estar armados, sempre”, afirma.

Em aparte, o deputado Gustavo Fernandes (PMDB) classificou como “alarmante” a atual situação da falta de segurança no Rio Grande do Norte.

Mudas serão plantadas em Currais Novos no projeto Terra Viva da Emater

Agricultores plantarão quatro mil mudas em comunidade rural de Currais Novos

Mudas serão plantadas em Currais Novos no projeto Terra Viva da Emater

Mudas serão plantadas em Currais Novos no projeto Terra Viva da Emater

Para aproveitar as chuvas que estão caindo na região Seridó, agricultores familiares de Currais Novos realizarão amanhã (31), a partir das 7h, o plantio de mais de quatro mil mudas de espécies nativas da Caatinga. A ação está inserida no projeto Terra Viva, coordenado pela Emater-RN, e que consiste na recuperação de solos degradados pela agropecuária e pela desertificação na região Seridó.

O plantio acontecerá próximo a rios e riachos na comunidade Trangola, situada há 20 quilômetros do centro de Currais Novos, onde o projeto Terra Viva é desenvolvido desde 2015. Serão plantadas mudas de craibeira, jucá, aroeira, pereiro, além de frutíferas, como mangueiras e goiabeiras, e a moringa, para forragem (alimentação animal).

As árvores auxiliarão a recompor a mata ciliar e onde os solos foram mais atingidos pelo processo de erosão. Além dos adultos, as crianças e jovens das famílias rurais se envolverão na ação, com o apoio dos técnicos do escritório local da Emater-RN em Currais Novos e de alunos da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ – UFRN).

Segundo a assistente social da Emater-RN, Elina Carvalho, as mudas foram produzidas desde outubro do ano passado pelas crianças e jovens que participam do projeto, denominados “Semeadores da Caatinga” – uma maneira de envolver as novas gerações nos ensinamentos sobre o meio ambiente.

Com mais de quatro mil mudas prontas, o grupo apenas aguardava as boas chuvas na região para iniciar o plantio, considerando que essa região, entre outras, passou os últimos cinco anos sendo prejudicada pela seca constante. “Esta semana, choveu mais de 90 milímetros na comunidade e hoje o tempo está bem nublado”, comemorou a extensionista da Emater-RN.

Josivam Moreno, do IGARN, Paulo Varela, da ANA e o Governador Robinson Faria, fecharam a parceria

Governo assina contrato com a ANA para avaliar águas do RN

Josivam Moreno, do IGARN, Paulo Varela, da ANA e o Governador Robinson Faria, fecharam a parceria

Josivam Moreno, do IGARN, Paulo Varela, da ANA e o Governador Robinson Faria, fecharam a parceria – (Foto: Rayane Mainara)

O Governador Robinson Faria recebeu nesta quarta-feira (23), o Diretor de Gestão de Recursos Hídricos da Agência Nacional de Águas (ANA), Paulo Varella. Na ocasião, foi assinado um contrato de adesão do programa QUALIÁGUA, que vai permitir avaliar os recursos hídricos do Rio Grande do Norte. O Instituto de Gestão das Águas do RN (IGARN) será responsável por executar o projeto, onde serão monitorados 63 pontos, entre açudes, lagoas, poços e rios perenes. Com a adesão do programa, o Estado vai receber da ANA nos próximos cinco anos, cerca de 4 milhões de reais para realizar o projeto.

De acordo com o governador, Robinson Faria, o projeto veio para potencializar um trabalho que já vem sendo realizado pelo IGARN. “Ficamos muito satisfeitos com a adesão do programa, já que seremos capazes de duplicar a capacidade de monitoramento da qualidade das águas superficiais do Estado, oferecendo mais qualidade de vida e segurança à população”, afirmou.

O programa determina parâmetros para a coleta e análises laboratoriais da água, padronizando as informações em todo o país. Segundo o Diretor Geral do IGARN, Josivan Cardoso Moreno, o QUALIÁGUA vai oferecer a infraestrutura para que mais pontos sejam acompanhados pelo Estado. “Recebemos veículos baús para a coleta da água e equipamentos para fazer as análises laboratoriais. Já fazemos o monitoramento pelo projeto Água Azul, mas agora será possível avaliar os pontos com mais frequência, uma vez a cada trimestre”, explicou Moreno.

Anualmente, o IGARN deve apresentar à ANA um relatório com os resultados obtidos nas pesquisas. Para cada ponto com metas atingidas, pré-definidas pela ANA, o Estado poderá receber R$ 1,1 mil. “Achamos importante que os recursos hídricos sejam geridos através de uma gestão integrada e descentralizada, onde o Estado tenha o conhecimento de quais são os problemas da água e assim, planejar ações para solucioná-los”, disse o Diretor de Gestão de Recursos Hídricos da ANA, Paulo Varella.

Também estiveram presentes na reunião, o secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Mairton França e a secretária Chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha.

Projeto TSI para cuidado com idosos

Projeto TSI em Caicó tem inscrições prorrogadas

Projeto TSI para cuidado com idosos

Projeto TSI para cuidado com idosos

O Trabalho Social com Idosos (TSI), projeto do Sesc RN direcionado ao público com mais de 60 anos, foi ampliado para Caicó e teve suas inscrições prorrogadas.  Os interessados podem se dirigir à Central de Atendimento do Sesc Seridó, das 8h às 18h.

O projeto oferece aos idosos atividades como aulas de dança, socialização, coral, oficina de memorização e palestras.

TSI

O Trabalho Social com Idosos (TSI) foi implantado em junho de 2014 e nessa primeira turma integrou o Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG). Oferece a pessoas acima de 60 anos diversas ações, as quais, de forma continuada, levam-os a enxergar e a identificar o envelhecimento como um processo positivo e múltiplo de possibilidades.

Serviço:

O quê: Inscrições para o TSI (Trabalho Social com Idosos) em Caicó

Onde: Sesc Seridó (Central de Atendimento)

Valor: R$ 28,00 (Matrícula) e R$ 17,00 (Mensalidade)

Informações: 3421-2337

Reunião em Parelhas para aprensetar projeto piloto

Projeto Piloto de Combate à Desertificação do Seridó será apresentado nesta sexta em Parelhas

Reunião em Parelhas para aprensetar projeto piloto

Reunião em Parelhas para apresentar projeto piloto

O piloto tem financiamento de 100% do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio das Secretarias de Planejamento e Secretaria de Trabalho e Assistência Social com recursos do RN Sustentável, mediante acordo de empréstimo com o Banco Mundial

Três municípios de Seridó do RN serão contemplados com o Projeto Piloto de Combate à Desertificação, que será apresentado às 9h, desta sexta-feira (12), na Câmara Municipal de Parelhas. Nove associações pertencentes aos municípios de Carnaúba dos Dantas, Parelhas e Equador foram contempladas neste piloto que tem financiamento de 100% do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através das Secretarias de Planejamento e Secretaria de Trabalho e Assistência Social com recursos do RN Sustentável por meio do acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

O Projeto Piloto de Combate à Desertificação terá duração de até 30 meses. As associações contempladas receberão assistência técnica (ATER) para elaboração dos diagnósticos, Planos de Investimentos e Gestão Socioambiental, execução dos projetos e Capacitação dos beneficiários.

O objetivo do projeto será promover ações voltadas para recuperação do solo, manejo de paisagens, proteção e recuperação de recurso naturais, e troca de experiências de convívio com a semiaridez garantindo que ações implementadas no combate à desertificação não sofram descontinuidade.

“Esse piloto é um sonho para muitos agricultores dessa região. Uma característica comum desses municípios é que o solo em muitas áreas já encontra-se bastante desgastado devido a intensa retirada da vegetação (lenha), e por isso alguns agricultores já não conseguem desenvolver suas práticas agrícolas”, relata Andrea Batista, gestora ambiental do Projeto RN Sustentável.

O Piloto de desertificação conta ainda com apoio do Ministério do Meio Ambiente – MMA, Instituto Nacional do Semiárido – INSA, Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do RN – SEMARH e Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – IDEMA

Confira a lista de associações que integram o Projeto Piloto de Combate à Desertificação

Associação Comunitária de Timbaúba – Parelhas
Associação de Desenvolvimento Rural Beira Rio – Parelhas
Associação Comunitária do Boqueirão – Parelhas

Associação Comunitária do sítio Carnaúba de Baixo e Adjacentes – Carnaúba dos Dantas
Associação de Desenvolvimento Comunitário do Ermo – Carnaúba dos Dantas
Associação Comunitária da Comunidade de Rajadas – Carnaúba dos Dantas

Associação Rural de Boqueirãozinho e Galo Branco – Equador
Associação Rural de Serra Redonda de Cima, Tanquinho e Salgadinho – Equador
Associação de Boa Vista e Favela – Equador

Recursos garante realização de projeto

Caicó: Repasse financeiro viabilizará projeto de Diagnóstico Municipal da Criança e do Adolescente

Recursos garante realização de projeto

Recursos garante realização de projeto

O Fundo Especial da Infância e Adolescência de Caicó – FIA, recebeu recursos destinados por meio da Lei de Incentivo Fiscal que viabilizara a execução do projeto de Diagnóstico Municipal da Criança e do Adolescente de Caicó. Conhecer a realidade de crianças e adolescentes no município de Caicó constitui fundamental importância para o planejamento da Política de Atendimento, e tendo todos os insumos do Diagnóstico, este subsidiará o Conselho Municipal na construção do Plano Municipal de Atendimento a Criança e ao Adolescente de Caicó.

O Presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente de Caicó, Júnior Santiago, disse que “com esse projeto pretendemos construir uma metodologia de trabalho para o controle social na área da infância e adolescência. Para irmos além da nossa pauta de discussão do Conselho, é primordial estabelecermos um modo de atuar para o conselho, condizente com suas atribuições e responsabilidade no Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente.

Em âmbito municipal, o FIA é gerido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA, com o apoio administrativo dos órgãos encarregados do planejamento e finanças do município, seguindo as regras da Lei nº 4.320/64, bem como as demais normas relativas à gestão de recursos públicos.

Algumas de suas fontes de receita são previstas pelo próprio Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, como é o caso das multas administrativas aplicadas em razão da prática de algumas das infrações tipificadas nos Artigos nº 245 a 258 do ECA, das multas impostas em sede de ação civil pública, conforme Art. nº 214, do ECA, e as chamadas “doações subsidiadas” de pessoas físicas ou jurídicas, previstas no Art. nº 260, caput, do ECA, que poderão ser deduzidas do imposto de renda dos doadores até o limite legal de 1% para pessoa jurídica e 6% para pessoa física.

Deputados da ALRN aprovam criação do DHPP

Projeto que cria Divisão de Homicídios é aprovado pela Assembleia Legislativa

Deputados da ALRN aprovam criação do DHPP

Deputados da ALRN aprovam criação do DHPP

A investigação de homicídios feita pela Polícia Civil do Rio Grande do Norte será reforçada com a aprovação do Projeto de Lei complementar que cria a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Tal projeto, de nº 270/2004, foi aprovado na última quinta-feira (17) pela Assembleia Legislativa do RN.

A criação da Divisão de Homicídios, dentro da estrutura organizacional da Polícia Civil do RN, é um avanço para as investigações dos assassinatos que são praticados. Vamos conseguir dar uma maior celeridade aos inquéritos, que dizem respeito a um crime que avilta o bem maior de um ser humano, que é a vida”, destacou o Delegado Geral de Polícia Civil, Stenio Pimentel.

Governo encaminha para a ALRN projeto que cria o DHPP

Governo encaminha projeto à Assembleia que cria Divisão de Homicídios

Governo encaminha para a ALRN projeto que cria o DHPP

Governo encaminha para a ALRN projeto que cria o DHPP

A apuração de crimes dolosos e violentos está prestes a ganhar um reforço do Governo do Estado. O governador Robinson Faria encaminhou mensagem nesta sexta-feira (27), à Assembleia Legislativa com o Projeto de Lei Complementar, que altera Lei Complementar Estadual nº 270/2004, no qual propõe a criação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Com essa lei complementar, a Delegacia Geral da Polícia Civil terá autorização para criar e disciplinar um procedimento operacional padrão, por meio de atos normativos internos e que respeitem os direitos dos investigados. “Estamos buscando excelência no que se refere a oferecer segurança pública ao cidadão potiguar. Os números de crimes violentos têm diminuído se comparados há anos anteriores, mas sabemos que precisamos avançar ainda mais. Portanto, essa é mais uma medida que estamos tomando para que as investigações de crimes de mortes sejam ainda mais céleres, com a criação de uma Divisão específica para esse fim”, disse o governador.

Após aprovação na Assembleia, a Divisão de Homicídios vai requerer uma pequena reestruturação de carreira, sem elevação de despesas ou quaisquer atos que descumpram a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Essas mudanças preveem a extinção no Quadro Geral de Pessoal do Estado de 9 (nove) gratificações e de 2 (dois) cargos, sendo um de Subsecretário e outro de Subcoordenador, de provimento em comissão; esses serão substituídos por dezenove funções gratificadas, a serem exercidas, exclusivamente, por servidores de carreira, ocupantes de cargos de provimento efetivo.