Arleide Ótica topo
Categorias
Pesquisar

Kelps diz que decisão sobre ser vice de Carlos só sairá em julho

Kelps

Ex-deputado estadual, Kelps Lima não descartou figurar como vice na chapa do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PSD). Ao AGORA RN, o presidente estadual do Solidariedade apontou que a decisão acerca do nome se dará em julho – data a partir da qual, até 5 de agosto de 2024, os partidos políticos e as federações poderão realizar convenções para deliberar sobre coligações e escolher candidatos aos cargos de prefeito, vice prefeito e vereador.

Em um evento no início de março com Carlos Eduardo, Kelps declarou que “dificilmente não estaremos juntos”, indicando aliança do Solidariedade com o PSD. “Até agora Carlos Eduardo tem aparecido na frente dos demais adversários”, frisou ele.

Sobre a posição de vice-prefeito de Carlos Eduardo, o ex-deputado apontou que o Solidariedade participará das articulações. “Está muito cedo, esse tema não foi conversado, apenas especulado. Estou concentrado somente em montar a campanha de pré-candidatos a vereadores em Natal, e na pré-candidatura da Professora Nilda em Parnamirim. Não estou conectado com isso ainda. Entendo as especulações, mas isso só se dará de fato em julho. Não só na candidatura de Carlos Eduardo, mas de todos os outros. O Solidariedade é um partido que tem peso em Natal, obviamente vamos participar dessas articulações, mas só em julho”.

Bastidores apontam que Kelps anda pensativo em aceitar ser vice, e que abriria sem dificuldades para Rafael Motta (PSB), que se põe no momento como pré-candidato a prefeito. Especulações indicam ainda que, caso o prefeito Álvaro Dias (Republicanos) escolha embarcar no palanque com Paulinho Freire (União Brasil), indicando o vice, Rafael seria alçado a companheiro de chapa de Carlos Eduardo, numa articulação do ex-deputado Henrique Eduardo Alves (PSB).

Kelps avaliou a pré-candidatura de Paulinho. “Ele tem um grupo organizado, mas ainda não apresentou apelo popular e há um vácuo de um candidato bolsonarista, que ainda ninguém ocupou. Aparentemente o bolsonarismo não aceitou bem a candidatura de Paulinho. Em linha gerais, eu acho que temos que aguardar algumas coisas que só acontecem em julho. Acredito que não haverá muitas novidades até lá, apenas o apoio de Álvaro Dias, que poderá ter peso na candidatura que ele apoiar”, disse.

AgoraRN

Pesquisar
Categorias
WhatsApp
Canal YouTube